Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/08/2007 - Folha da Região Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Federal prende cinco pessoas envolvidas em fraudes nos Correios


Brasil - A Operação Selo, da Polícia Federal, desencadeada ontem (2), prendeu cinco pessoas que participavam de esquema de corrupção. Um dos detidos é Arthur Wascheck Neto, acusado em 2005 de pagar propina ao então chefe do Departamento de Contratação e Administração de Material dos Correios Maurício Marinho. Um vídeo divulgado na ocasião mostrava Marinho recebendo propina de R$ 3 mil para favorecer a empresa de Arthur em um processo de licitação.

O procurador da República José Alfredo de Paula disse que a operação é decorrência da divulgação da fita com Maurício Marinho. "Desde àquela época o Ministério Público e a Polícia Federal vêm trabalhando de maneira conjunta. É um trabalho silencioso. É um trabalho de muita paciência, de muito critério, que a gente vem desenvolvendo", disse.

O procurador Bruno Acioli disse que tanto a Polícia Federal quanto o Ministério Público Federal chegaram a conclusão que a divulgação da gravação do ex-funcionário dos Correios recebendo proprina é fruto de uma briga de quadrilhas. "Nós já identificamos mais de duas dezenas de empresas envolvidas em corrupção", observou.

De acordo com Acioli, a área de atuação da quadrilha era a de contratação e licitação. Entre as ações criminosas, o procurador apontou fixação de preços para escolha antecipada do vencedor.

"Os membros [da quadrilha] tinham acesso a informações privilegiadas na fase pré-licitatória. Então, eles já de posse dessas informações, tinham como atuar em condições de vantagens sob os demais participantes das licitações", explicou.

"A corrupção é um câncer. Você isola uma área, erradica o problema e ele surge em outro local diferente. Dizer que a corrupção terminou ou se atenuou por conta desse escândalo de 2005, não tem como ser dito. Na verdade, o que houve foi uma reposição, uma substituição das pessoas que foram alijadas dos esquemas", afirmou Acioli.

De acordo com a Polícia Federal, a operação contou com a participação de 120 policiais federais, além de membros da Controladoria-Geral da União, com o objetivo de cumprir 25 mandados de busca e apreensão e cinco prisões temporárias no Rio de Janeir, Distrito Federal e Pernambuco.

Segundo a PF, a organização criminosa fraudava licitações pelo menos desde 1994, utilizando empresas com diferentes personalidades jurídicas, e o principal líder, preso na ação de hoje, também já havia sido condenado pela Justiça Federal por crime semelhante em 1995.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 369 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal