Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/03/2011 - Diário Digital / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PSD denuncia alegados falsos recibos verdes na ARS Algarve

O PSD do Algarve afirmou hoje que estão a ser utilizados falsos recibos verdes na Secção de Conferência de Faturas de Farmácias da ARS do Algarve, cujos trabalhadores não recebem os salários desde o início do ano.

Segundo refere um comunicado do PSD algarvio, um total de sete funcionários, em funções na ARS desde 2003, trabalharam até 2007 com contratos a termo certo, intercalados "estrategicamente" com contratos de prestação de serviços de seis em seis meses. Nesse último ano foram pagos através de recibos verdes mas em maio foi "imposta" àqueles funcionários "a obrigação de se constituírem como sociedades unipessoais para poderem manter a prestação de serviços e o seu posto de trabalho".

A agência Lusa tentou obter esclarecimentos da parte da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve relativamente ao caso mas tal não foi possível até ao momento.

De acordo com o PSD, os funcionários da ARS/Algarve "optaram por não o fazer devido ao elevado risco financeiro", estando a imposição relacionada com a necessidade de diminuir os trabalhadores a recibo verde na Administração Pública.

"A solução encontrada pela ARS foi contratar o trabalho desenvolvido por estes funcionários a uma empresa que manteve os sete elementos afectos à Conferência de Facturas, a recibos verdes e apenas através de um acordo verbal", dizem. Contudo, apesar de contratados por uma empresa privada, os funcionários continuaram a ser "supervisionados" pela coordenadora técnica da ARS/Algarve mas em fevereiro de 2010 cinco desses elementos foram "despedidos".

Segundo os sociais-democratas, os únicos dois trabalhadores em funções naquela secção continuaram a prestar serviços à empresa NLS, mas no início de 2011 a mesma deixou de lhes processar vencimentos, alegando desentendimentos com a ARS.

"Este tipo de situações, vindas de organismos estatais, são um exemplo lamentável que em nada contribuem para a estabilidade no emprego que o Algarve tanto precisa", afirma Luís Gomes, presidente da Comissão Política Distrital do PSD Algarve.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 163 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal