Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/02/2011 - odiario.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsos olheiros presos em Campo Mourão tinham "manual do estelionato"

Por: Larissa Ayumi Sato


Os integrantes de uma quadrilha de falsos olheiros de futebol, presos na quarta-feira (23) em Campo Mourão (a 92 km de Maringá), possuíam uma espécie de guia de como proceder durante os golpes que está sendo considerado pela polícia como "manual do estelionato". A informação foi divulgada nesta sexta-feira (25) pelo delegado-chefe da 16ª Subdivisão Policial (SDP), José Aparecido Jacovós.

Os estelionatários procuravam cidades com mais de 100 mil habitantes, e firmavam parcerias com entidades beneficentes para tentar dar mais credibilidade para o processo de seleção de novos talentos do futebol. Durante o processo, as famílias dos adolescentes que sonham em ser jogadores em grandes clubes eram obrigados a vender rifas e pagar despesas de viagens para outras etapas do processo seletivo.

De acordo com o delegado, o manual continha dicas para bons resultados nos golpes. "Procurar a primeira dama do município, acertar parceria solicitando carta para passar credibilidade; selecionar apenas 20 ou 30% dos inscritos; dizer que o valor arrecadado com inscrição será doado para instituições beneficentes; dizer que somos uma empresa com mais de 40 funcionários" eram algumas dessas diretrizes. "Importante deixar claro que quem for selecionado irá para o fashion arte, e não será cobrado do participante" também está entre as dicas do manual.

"Não tem como prever o quanto os garotos são bons somente por percentual. Mesmo se todos forem bons, como selecionar apenas parte dos candidatos?" diz o dr. Jacovós.

"A quadrilha atuava basicamente no Campo Mourão, mas estão sendo registradas ocorrências no Paraná inteiro. Recebemos informações de que esses criminosos agiam em cidades como Pitanga, Braga Nei e Ponta Grossa", afirma o delegado. Somente na Delegacia de Campo Mourão, nove vítimas já registraram ocorrência, com prejuízos que variam de R$1.050 a R$1.500. Até o final da tarde desta sexta, a polícia confirmou vítimas em 15 cidades, com média de 50 vítimas por município.

Ainda segundo o delegado, a empresa que estava por trás do golpe é MGT Sports, que na verdade tem razão social para agência de modelos. Na quinta-feira (24), os responsáveis pela empresa retiraram apagaram boa parte do site da empresa, inclusive, com referência aos componentes da equipe, de acordo com a Polícia Civil de Campo Mourão. As investigações sobre a quadrilha continuam.

Outro lado

A empresa de Guarapuava Marcelo Germano Talents (MGT Sports) afirma em nota no site que lamenta pelo ocorrido e informa que "nossa equipe jurídica está tomando as devidas providências para esclarecer o mal entendido. Temos todas as confirmações dos clubes e documentos necessários para validar os contratos".

A nota diz ainda que a empresa entrará em contato com todos os participantes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1007 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal