Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/02/2011 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário faz vítima em Bauru

Por: Mariana Cerigatto

Vítima fez depósito de R$ 1.600,00 após acreditar nas informações de falso panfleto colado em poste no Centro da cidade.

A Polícia Civil de Bauru, em conjunto com a Polícia Civil da cidade de Santa Luzia (MG), está investigando um caso de estelionato em Bauru no qual a vítima foi alvo de uma propaganda enganosa que oferecia “dinheiro fácil de maneira rápida, segura e confiável”.

As informações no folheto distribuído pela cidade demonstram, através de uma tabela, simulações de empréstimo em que o comprador poderia pagar a dívida em até 120 vezes, com juros baixos. Para fazer um empréstimo de R$ 15 mil, por exemplo, bastava pagar 120 prestações de R$ 156,25 por mês. A “empresa” ainda prometia liberar o valor em dinheiro sem consulta a órgãos como Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) ou Serasa.

Para aderir à proposta, segundo consta no folheto, o consumidor deveria entrar em contato por meio de um número de telefone com DDD de uma cidade de Minas Gerais. O folheto foi encontrado pela vítima pregado em um poste próximo ao prédio do Poupatempo, no Centro.

A vítima, que teve seu nome preservado para evitar constrangimentos, acabou virando alvo do falso anúncio. Ela procurou a polícia para relatar que havia ligado para o tal número, fechado o “negócio” e que iria receber R$ 23 mil. Contudo, foi exigido um “sinal”, ou seja, uma espécie de entrada em dinheiro para que fosse assegurado o empréstimo.

A vítima, então, fez um depósito de R$ 1.600,00. Contudo, passados alguns dias, nada recebeu e não conseguiu mais entrar em contato com a “empresa”.

“O caso foi registrado como estelionato e recebemos apoio nas investigações da Polícia Cilvil de Santa Luzia (MG), já que o valor depositado beneficiou uma mulher daquela cidade, que é suspeita do episódio”, informou o delegado Milton Bassoto Júnior, do 3º Distrito Policial (DP) de Bauru.

“Assim, a Polícia Civil de Santa Luzia trabalha no sentido de identificar os envolvidos. Por enquanto, ninguém foi preso”, comenta o delegado, que investiga o caso há alguns dias.

Alerta

O delegado Milton Bassoto Júnior alerta a população para casos de estelionato em que os golpistas simulam e fazem um verdadeiro “teatro” para conseguir enganar as vítimas.

“No caso desse estelionato, em que a vítima foi alvo de um falso panfleto e chegou a realizar o depósito, a primeira coisa a fazer é registrar o boletim de ocorrência”, orienta.

“E antes de confiar nesses anúncios que oferecem empréstimos, é preciso verificar se existe realmente uma empresa ou firma responsável pelo serviço, consultando a inscrição cadastral no próprio site da Receita Federal”, acrescenta.

“Apesar de chamativa, a propaganda do panfleto não possui indicação do nome do grupo ou firma responsável pelo serviço de crédito, nem endereço. Também não exige fiador para realizar o empréstimo, nem consulta ao SPC ou Serasa, o que torna as informações mais duvidosas ainda. É preciso ficar atento a isso e não se deixar enganar”, alerta o delegado.

Outro caso de estelionato que ocorre com bastante frequência em Bauru é conhecido como “golpe do bilhete”. Trata-se de uma prática antiga, mas que ainda faz muitas vítimas. “Pessoas de mais idade, principalmente, são os alvos preferidos dos golpistas. No último caso que investigamos, a vítima entregou R$ 15 mil ao estelionatário”, relata o delegado.

“Geralmente, os golpistas inventam uma história e criam personagens, induzindo a vítima a se envolver com eles”, destaca o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 251 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal