Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/02/2011 - Jornal Agora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia indicia elementos por formação de quadrilha, estelionato e crime contra a ordem tributária


O delegado Rafael Vitola Brodbeck, titular da Delegacia de Polícia de Santa Vitória do Palmar, no Sul do Estado, fechou o inquérito policial iniciado pela prisão em flagrante de P.R.R.C, de 40 anos, M.S.C, de 28 anos, e JED, de 48 anos, por suposta prática de estelionato e crime contra a ordem tributária. A prisão ocorreu no dia 20 de janeiro último, por ocasião de um cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência onde os três indivíduos se encontravam.

Após as investigações feitas pela equipe chefiada pelo escrivão Carlos Eduardo de Mello da Silva, o inquérito foi remetido a cartório.

Segundo o Delegado Brodbeck, os investigados mantinham uma empresa em nome de um terceiro, um "laranja", e compravam mercadorias para revender no comércio local. O golpe se constituiria quando, no vencimento das compras, os fornecedores não encontrassem mais os donos de fato do estabelecimento - que funcionava em uma garagem e uma casa com aspecto exterior de semiabandonada -, vindo a cobrar pelos atos mercantis apenas do "laranja".

Uma segunda obtenção de vantagem indevida se configurava pela ausência de livros comerciais, o que indica suspeita de não-recolhimento dos tributos decorrentes da comercialização dos produtos comprados pela empresa e revendidos, resultando em claro prejuízo ao Erário Público.

A DP tinha notícia, também, de um crime de estelionato praticado em São Paulo, SP. Doze carrinhos de supermercado foram comprados pela empresa Distribuidora Busmay do Brasil Ltda. e cestas de supermercado para a empresa Sul Tintas Ltda, não tendo sido pagos. Na casa onde foram presos os suspeitos em Santa Vitória, foram encontradas três notas fiscais da empresa Busmay, no valor de aproximadamente R$ 6.000,00 (seis mil reais), com venda de diversas mercadorias justamente para a empresa Sul Tintas. Havia, então, relação entre as duas empresas praticantes do estelionato em São Paulo e as notas fiscais "coincidentemente", encontradas na casa dos supostos estelionatários. Mais "coincidentemente" ainda, observa o delegado, constando a outra empresa também praticante do primeiro estelionato como compradora.

Tais suspeitas foram confirmadas no decorrer das investigações, graças ao diligente trabalho do escrivão Evaldo Costa Rohde, em reforço na DP por conta da Operação Verão, que reuniu o inquérito em um encadernado de mais de 400 páginas, e ao auxílio de funcionários da Receita Estadual, que apuraram os problemas tributários. A Justiça autorizou inclusive a quebra do sigilo fiscal dos investigados.

No encerramento do inquérito, o delegado Brodbeck indiciou não só os três presos em flagrante, mas também um quarto elemento, E.O.S, um professor de Educação Física e dono de uma academia de ginástica. Um dos computadores em uso pelo grupo criminoso continha dados dele, bem como estava conectado a diversos sites de fitness, bem como o programa de bate-papo MSN aberto estava na conta do mesmo. Na academia foram encontradas caixas com os mesmos produtos achados no local onde funcionava o negócio criminoso dos investigados.

Segundo o delegado Brodbeck, além do estelionato e do crime contra a ordem tributária, a presença de Emerson como membro do grupo configura o delito de formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 307 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal