Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/02/2011 - O Liberal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vereador é acusado de falsificar diploma

Por: Aline Macário


Americana - O vereador Paulo Sérgio Vieira Neves (PSC) é alvo de uma representação protocolada ontem junto ao Ministério Público de Americana, em que é acusado de falsificar o diploma do Ensino Médio. A representação foi assinada pelo ex-conselheiro tutelar, Antonio Claret Rondello e dirigida ao promotor da Infância e Juventude, Rodrigo Augusto de Oliveira. O objetivo é que a denúncia de falsidade ideológica seja investigada e que sejam declarados nulos todos os atos do vereador enquanto ele atuava como conselheiro tutelar, durante o período de 8 de dezembro de 2000 a 7 de dezembro de 2003. Em entrevista ao LIBERAL, o vereador disse que só vai se pronunciar sobre o assunto quando for notificado a respeito da representação.

A representação se baseia no diploma apresentado pelo vereador quando ele se habilitou para a função de conselheiro tutelar. O certificado de conclusão do curso de Educação de Jovens e Adultos foi emitido em 15 de agosto de 2000 pelo Centro Educacional Alfa, da cidade de Caarapó, no Mato Grosso do Sul. Ao investigar a escola, o denunciante descobriu que o colégio foi denunciado por fraude dois anos depois pela Rede Globo de Televisão. A escola foi acusada de vender diplomas. Pela quantia de R$ 390, o aluno não precisava estudar ou fazer provas para receber o certificado.

A representação aponta que, além de ter falsificado um documento para integrar o Conselho Tutelar, o vereador ainda teria utilizado o mesmo diploma falso para iniciar o curso de graduação e também para a Justiça Eleitoral. Foram anexadas à representação cópias do diploma do vereador, notícias relacionadas à denúncia contra a escola e documentos sobre a atuação do vereador como conselheiro tutelar.

O denunciante aponta que a atuação de Paulo Sérgio enquanto conselheiro tutelar foi "bastante sofrível" ao longo dos três anos de mandato. Em 2003, ele tentou a reeleição. No entanto, ele teria sido reprovado na prova de redação. Segundo o denunciante, o laudo apontava que o candidato "não apresentava condições suficientes para expressão escrita, ou seja, semialfabetizado". O vereador teria recorrido e pedido revisão da reprovação, mas uma nova análise teria mantido o parecer. Com isso, o vereador não se manteve na disputa para mais um mandato à frente do Conselho Tutelar.

No ano seguinte, Paulo Sérgio foi eleito para o primeiro mandato como vereador. Foi nesse período que o denunciante tentou contato telefônico com a escola apontada como formadora do vereador. Ele teria constatado que o número indicado no diploma se tratava de um telefone público e foi informado por um transeunte sobre a denúncia divulgada pela Rede Globo. Ontem, a reportagem do LIBERAL também tentou telefonar nos dois números de telefone indicados no diploma do vereador. Um deles era inexistente e o outro não atendeu, apesar de várias tentativas.

Na época, o caso foi levado ao CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Infância e do Adolescente). O vereador foi convocado para prestar esclarecimentos, mas o denunciante não teve conhecimento do resultado da investigação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 220 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal