Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/02/2011 - O Globo Online / Valor Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

STF vai investigar deputada federal por crime de falsificação

Por: Fernando Taquari



SÃO PAULO - O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu abrir uma ação penal contra a deputada federal Aline Corrêa (PP-SP). Ela será investigada pelo crime de falsificação do selo do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de cigarros transportados por empresas em que aparece como sócia.

Na denúncia, o Ministério Público afirmou que dois caminhões das empresas foram flagrados em operações de fiscalização com cigarros com selos falsos de pagamento do IPI. Aline, no entanto, só responderá pelo crime de falsificação. A maioria dos ministros do STF não atribuiu à deputada os crimes de formação de quadrilha, sonegação e lavagem de dinheiro.

A defesa da deputada federal Aline alegou que, embora sócia, não tinha participação nos negócios e não poderia responder por um processo criminal apenas por fazer parte de uma sociedade. O argumento não convenceu o procurador-geral, Roberto Gurgel, que afirmou que alegação dos advogados "não parece minimamente crível".

Segundo Gurgel, Aline é pessoa muito esclarecida, tendo convivido no meio político e empresarial e, portanto, muito longe de ser "aquela mulher de longínquos rincões do país capaz de ser ludibriada dessa forma pelo marido", conforme sustentou a defesa da parlamentar.

Aline é filha do ex-deputado Pedro Corrêa, um dos 38 réus no processo do mensalão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 139 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal