Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/02/2011 - Jornal A Cidade Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende grupo que frauda cartões em Sertãozinho

Por: Daniela Santos

Quadrilha usa dados de clientes de financeira para comprar cerca de R$ 600 mil em produtos durante um ano.

A Polícia Civil de Serãozinho prendeu nesta quinta-feira uma quadrilha, que fraudava cartões de crédito de clientes de um banco ligado a uma financeira para adquirir produtos. No último ano, os quatro integrantes do grupo criminoso compraram R$ 600 mil em móveis e eletroeletrônicos.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) apreendeu na tarde desta quinta dois caminhões com esses produtos na casa dos suspeitos de comandarem a quadrilha nos bairros Jardim Alvorada, Jardim Helena, Shangri-lá e Campo Belo.

Dois homens e duas mulheres, que integravam a quadrilha, foram encaminhados à delegacia e afirmaram à polícia que conseguiram a senha de acesso ao sistema da financeira em uma loja. Um dos criminosos teria memorizado a senha do banco de dados dos clientes ao ver o trabalho de uma funcionária.

Com a senha em mãos, os suspeitos se dividiram e começaram a copiar as informações pessoais dos clientes da financeira e em seguida, passaram a solicitar a reemissão dos cartões de crédito junto ao banco. Os cartões eram desviados para endereços solicitados pelos suspeitos.

Os integrantes da quadrilha faziam o desbloqueio dos cartões e compravam os aparelhos eletrônicos, móveis e eletrodomésticos em lojas e pela internet.

Quando comprados pela internet, os produtos eram encaminhados a um depósito que era utilizado para guardá-los.

De acordo com o delegado Targino Osório, os bens adquiridos eram usados pelos membros da quadrilha e colocados à venda.

Investigação

Segundo Osório, a suspeita de golpe começou a ser investigada há um ano, depois que a financeira e o banco desconfiaram da fraude e fizeram a denúncia à polícia.

No dia 2 de fevereiro, a mãe de um dos suspeitos de liderar a quadrilha foi presa em flagrante enquanto recebia as mercadorias (leia ao lado). Notas fiscais comprovaram a fraude.

Os integrantes da quadrilha, que não têm passagem policial, foram ouvidos e liberados porque não foram pegos em flagrantes. O grupo deve ser indiciados por falsidade ideológica, estelionato e formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 132 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal