Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/02/2011 - Destak Jornal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude na nota fiscal pode ter começado há dois anos

Até então, denúncias eram relativas ao final do ano passado; Secretaria da Fazenda não consegue explicar.

O esquema de fraude na Nota Fiscal Paulista pode ter começado em 2009 e atingindo quem já possui login e senha cadastrados, e não somente aqueles que nunca inseriram seus dados.

A informação inicial da Sefaz (Secretaria Estadual da Fazenda) era de que as denúncias eram do final do ano passado, portanto, há menos de três meses.

A secretaria nega a possibilidade de fraude em casos de consumidores cadastrados e que tenham criado senhas com critérios de segurança - combinação de letras, números e símbolos -, porém, informou que irá continuar a investigar o caso da consumidora Lucimar Rissato Tristão.

Ela disse ao Destak ter criado seu login e senha em 2009. Logo após, tentou acessar o sistema pela primeira vez e a senha foi bloqueada.

Depois de uma verdadeira via crucis - que incluiu envio de e-mail para atendimento ao consumidor, Ouvidoria da Sefaz, ida pessoal até o posto da secretaria, envio de carta e telefonemas -, ela conseguiu desbloquear a senha e recriá-la (com os mesmos dados da primeira).

Ao entrar, viu uma transferência de R$ 197,83 para a Sociedade Amigos do Jardim Aury Verde e Adjacências, que nunca ouviu falar.

Inconclusivo

Até agora, não há certeza de que ela tenha sido vítima de fraude antes ou depois do cadastro.

"No caso da consumidora em questão, acreditamos que o cadastro inicial efetuado "há dois anos" tenha sido feito por suposto fraudador, de posse de dados pessoais da consumidora", diz a nota.

Lucimar diz considerar absurda a hipótese.

A secretaria informou que irá continuar a investigação para saber o que ocorreu. "Em todo caso, vamos aprofundar nossas pesquisas no sistema." A pasta informou ser necessário ao consumidor ir até um posto fiscal com documento de identificação e comprovante de residência e solicitar os créditos desviados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 139 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal