Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/02/2011 - paraiba.com.br Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Delegacia tem cerca de 300 inquéritos sobre o golpe do cartão de crédito clonado; veja dicas para não ser vítima

Por: Paulo Cosme


A Delegacia de Defraudações e falsificações tem cerca de 300 inquéritos em andamento para investigar o golpe aplicado com o cartão de crédito clonado. De acordo com o delegado Gustavo Carletto, o golpe é bastante conhecido e aplicado com freqüência. Quase todos os dias a especializada recebe de três a cinco queixas de pessoas que foram vítimas desse crime.

De acordo com a polícia muitas vezes a clonagem acontece quando a pessoa passa o cartão na máquina que está com um aparelho conectado para copiar todos os dados. Geralmente isso ocorre com freqüência em caixas eletrônicos quando os bandidos utilizam um aparelho conhecido como “chupa cabra”. Com os dados armazenados nesse equipamento, os golpistas não encontram dificuldades para clonar o cartão e o golpe só é descoberto quando o verdadeiro dono recebe a fatura no final do mês.

Outra forma de clonar o cartão é com uso do carbono usado para passar o cartão nas lojas. Os dados do cartão ficam impressos no papel que é jogado ao lixo. De posse desses dados, os bandidos clonam o cartão e passam a fazer compras.

De acordo com a polícia, golpe com o cartão clonado é aplicado basicamente em três modalidades: a primeira acontece quando o estelionatário adquire um cartão em branco com tarja magnética, e de posse dos dados da vítima (número da conta-corrente, ou do cartão de crédito, agência e senha) fabrica outro cartão, utilizando-o posteriormente para efetuar compras, mediante a falsificação da assinatura da vítima no comprovante de débito. O titular do cartão somente toma conhecimento desses fatos quando recebe a fatura mensal com vários lançamentos de compras não realizadas por ele.

Numa segunda modalidade os dados do cartão bancário e de crédito do cliente são clonados no ato do pagamento de compras junto a estabelecimentos comerciais, por intermédio de maquinário especialmente destinado a esse fim, utilizado por estelionatário, que dissimula a sua condição de funcionário do estabelecimento;

A terceira modalidade do golpe mais recente e que vem sendo aplicada nos caixas eletrônicos consiste na introdução, pelos estelionatários, de uma fita (normalmente de filme fotográfico) no espaço destinado a inserção do cartão, provocando a sua retenção na máquina. O estelionatário oferece ajuda, pedindo que o cliente digite a senha para que seu cartão seja devolvido, momento em que a memoriza.

Como o cartão continua retido, a vítima vai buscar auxílio de um funcionário da agência bancária, oportunidade em que o cartão é retirado pelo estelionatário com o auxílio de um pedaço de ferro, clonando-o em máquina própria, colocando-o novamente no caixa eletrônico. O cliente com a ajuda do segurança do banco retira o cartão, desconhecendo que o mesmo foi clonado, somente tomando conhecimento quando confere seu extrato bancário e verifica que saques foram realizados por terceiros.

ALGUMAS DICAS PODEM EVITAR QUE VOCÊ SEJA A PRÓXIMA VÍTIMA:

1- Guarde seu cartão e senha em um lugar seguro e procure não mudar.

2- Não leve a senha junto, procure memorizá-la se possível.

3- Não exponha seu cartão em demasia na hora de comprar.

4- Na hora de comprar, se levarem seu cartão para passar em outro lugar, siga a pessoa.

5- Se usarem papel carbono, quando forem jogar fora diga que você mesmo vai faze-lo.

6- Assine sempre o seu cartão.

7- Verifique regularmente seus extratos, qualquer dúvida entre em contato com o banco.

8- Não compre em sites, lugares ou com pessoas duvidosas. Nunca forneça o número se não tiver certeza.

9- Máquinas clonadoras podem estar presentes em caixas de bancos, mercados e lojas. Não importando qual localidade seja.

10- Preste queixa na polícia, isto é muito importante.

11 – Utilize de terminais com locais com vigilância

12 Cubra a senha no momento da utilização do terminal

13 - Prefira cartões com chip, eles são mais difíceis de fraudar

14 - Prefira cartões com senha, ao invés de assinatura, são mais difíceis de fraudar

15 Se você faz compras pela internet, mantenha o antivírus do seu computador atualizado

16- Não aceitar ajudas de estranhos.

17 - Preste muita atenção quando o sistema utilizado for o eletromagnético. Uma pessoa desonesta pode passar seu cartão mais de uma vez sem que você perceba.

18- Nunca guarde o cartão e a senha no mesmo lugar.

19- Certifique que ao digitalizar a sua senha somente você esteja olhando e observe o visor do aparelho. A senha digitalizada no aparelho não aparece no visor, sempre aparecerão os ****** (asteriscos). Se aparecerem os números, cancele a operação.

20- Fique atento ao funcionário que pegar o seu cartão, observe a operação que ele está fazendo, não permita que o cartão seja levado a algum escritório ou ambiente fechado para ser efetuado o pagamento. Se isso acontecer acompanhe o funcionário, jamais o deixe sozinho com o seu cartão.

21- Quando seu cartão for perdido, furtado ou roubado, comunique o fato imediatamente à agência ou às centrais de atendimento. Assim você ajudará a prevenir seu uso indevido.

22- Desconfiando de qualquer ação que possa resultar em golpe, acione a Polícia Militar pelo telefone 190.

23 - Rasgue e não apenas amasse e jogue no lixo o papel carbono existente no boleto impresso pela máquina.

24 - Ao fazer qualquer operação no caixa eletrônico, observe se há alguma pessoa em sua proximidade e peça para que se afaste. Não aceite ajuda de desconhecidos, somente de funcionários devidamente identificados com crachá.

25- Caso seu cartão magnético fique retido no caixa eletrônico, não digite sua senha para tentar retirá-lo, tecle ANULA para cancelar a operação e chame imediatamente um funcionário do Banco, por intermédio de um terceiro. Não permita que desconhecidos se aproximem do caixa e não digite sua senha na presença de estranhos . NUNCA ABANDONE O CAIXA ELETRÔNICO COM O SEU CARTÃO RETIDO NO TERMINAL.

GOLPE VIA INTERNET

Esse golpe do cartão clonado também é aplicado pela Internet. Isso aconteceu quando o estelionatário passa um “E-mail” para o navegante da internet, informando que ele foi premiado com “algo” e basta que digite sua senha para receber o prêmio. O internauta digita sua senha e não recebe prêmio algum, mas o estelionatário sim, pois copia a senha da vítima e a utiliza para fazer compras, navegar na internet e obter informações pessoais e bancárias.

COMO EVITAR

Nunca forneça sua senha de acesso a qualquer pessoa, nem mesmo via internet.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 323 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal