Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/02/2011 - IT Web / InformationWeek Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Roubo de identidade caiu 28% em 2010

Por: Mathew J. Schwartz

Enquanto as taxas estão baixas, os incidentes envolvendo fraudes estão aumentando, de acordo com a Javelin Strategy & Research.

Boas novas na frente de roubo de identidade: o número de incidentes de fraudes caiu 28% de 2009 para 2010. Como resultado, o montante perdido com este tipo de crime caiu de US$56 bilhões para US$ 37 bilhões.

Estes resultados vêm de uma pesquisa sobre o comportamento e os hábitos financeiros de cerca de 5 mil adultos nos Estados Unidos, incluindo 470 que foram vítimas de fraude de identidade, conduzida pelo pesquisador de mercado Javelin Strategy & Research.

De acordo com a Javelin, cerca de 8,1 milhões de pessoas – ou 3,5% da população dos Estados Unidos – foram vítimas de fraude em 2010, abaixo das 11 milhões que foram vítimas em 2009. Curiosamente, 14% foram cometidas por alguém que a vítima conhecia.

Enquanto o número de roubo de identidades caiu, infelizmente eles estão se tornando mais difíceis de detectar. Em parte por causa da fraude “new account”, (quando um ladrão de identidade, abre contas usando o número social e o nome do fraudado) que é mais difícil de detectar do que a fraude envolvendo roubo de cartões de crédito, e agora correspondem por 46% do valor total, acima dos 38% de 2009.

“A fraude new account, leva em média mais tempo para ser detectada e resulta em custos mais elevados para os consumidores do que outros tipos de fraude”, afirmou a empresa. Como resultado, quando consumidores têm que pagar despesas não programadas, a conta média foi de US$ 631 – o maior número desde 2007.

Resolver roubos de identidade pode levar tempo. Em média, consumidores passaram 33 horas resolvendo ocorrências em 2010, acima das 12 horas de 2009. O tempo de resolução está quase no mesmo nível das 40 horas de 2005.

O relatório aponta que no ano passado, 7% dos consumidores dos Estados Unidos, receberam uma notificação de que suas informações pessoais talvez estivessem envolvidas em vazamento de dados. Infelizmente, consumidores que recebem essa notificação têm quatro vezes mais chances de se tornarem vítimas desse tipo de crime.

A Javelin disse que quando se trata de detectar o roubo de identidade, a pró-atividade conta. Em 35% dos casos de roubo de identidade, as vítimas disseram que sua instituição financeira ou cartão de crédito os avisou. Mas de acordo com o relatório, “o segundo método mais frequente para vitimas descobrirem fraudes é através de sua própria verificação das declarações eletrônicas”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal