Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

02/02/2011 - Mais Comunidade Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Denúncia leva polícia a pegar o rei do golpe

Por: Ludmila Mendonça

O flagrante foi feito em um cartório da Asa Norte

Um dos maiores estelionatários do Brasil foi apresentado, na manhã de hoje, por policiais civis da 2ª DP (Asa Norte). Lucimário Lima de Oliveira, 33 anos, já tem vários mandados de prisão em aberto e mais de oito passagens por essa prática de crime. Ele foi preso em flagrante, na tarde de ontem, quando aplicava um golpe em um empresário de 35 anos.

A polícia recebeu, por volta de 12h de ontem, uma denúncia anônima de que um homem estaria no cartório da Quadra 504 Norte para praticar um estelionato. Com as características dos suspeitos, os investigadores encontraram três pessoas que haviam acabado de serem atendidas. Lucimário e um rapaz identificado pela polícia como Anderson de Sousa Grangeiro, 25 anos, acabaram abordados. Eles queriam aplicar um golpe contra o empresário. Os dois foram indiciados por tentativa de estelionato. Se condenados, podem pegar até cinco anos de reclusão.

De acordo com o delegado-chefe Marcelo de Paula Araújo, a vítima tinha colocado um anúncio no jornal há um mês com o objetivo de encontrar um sócio para comandar as duas empresas de sua propriedade: um restaurante e uma escola de língua estrangeira. Lucimário ligou para a vítima e mostrou ter se interessado pela sociedade. “Ele ficou colega da vítima, disse que pagaria R$ 25 mil pela sua parte nas empresas, mas que pagaria em várias parcelas. Ele chegou a dar palpites na decoração do estabelecimento”, comenta Marcelo. No dia 20 de janeiro deste ano, o acusado fez com que o empresário pagasse R$ 4 mil para que ele mandasse realizar uma reforma no restaurante, mas as mudanças não foram feitas. “A intensão dele era enrolar a vítima para conseguir extorquir dinheiro dela. Ele chegou a inverter o objetivo do empresário, que era ter um sócio. Tudo leva a crer que Lucimário o convenceu a abrir uma outra empresa para pegar esse dinheiro e fugir”, acredita.

De pastor a empresário em vários Estados

Depois da prisão do acusado os investigadores descobriram que ele aplicava golpes em todo o Brasil, que já tinha sido preso várias vezes pelo crime de estelionato. Os jornais de outras cidades chegaram a publicar matérias dos casos. Lucimar já se passou por pastor de igreja, onde pegava dinheiro dos fiéis e realizava casamentos, festas caras para se passar por empresário, chegou a fazer algumas reuniões na Câmara Municipal de Guarulhos (SP) onde se passava por dono de uma grande empresa, fingiu ser dono de uma empresa chamada Eco Biodíesel na Bahia, entre outras enganações. A partir de agora ele vai para a carceragem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 219 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal