Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/02/2011 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Calote de R$ 800 mil

Por: Suellen Fernandes

Esse é o valor estimado do prejuízo que a Dacon deve dar a cerca de 800 alunos.

Uma corrida contra o tempo. É nessa situação que pelo menos 800 estudantes de cinco universidades da região se encontram. Às vésperas dos bailes de formatura, eles tentam reaver o dinheiro pago à Dacon Formaturas para a promoção dos eventos em São José dos Campos (Univap), Caçapava (Uniararas), Pindamonhangaba (Fapi), Taubaté (Unitau) e Guaratinguetá (Fatea). As turmas estão com o baile (algumas também com a colação de grau) agendados entre fevereiro e agosto.

Conforme apurou a reportagem do BOM DIA, o prejuízo dos estudantes ultrapassaria R$ 800 mil. Isso sem contar os contratos para pelo menos três festas de casamento.

Sumiço/ Sem contato desde sexta-feira e baseados na informação de fornecedores, de que a empresa estaria com problemas financeiros, os estudantes dão como certo o descumprimento dos contratos.

A mobilização dos formandos começou depois da última sexta, quando a Dacon não conseguiu realizar o baile dos cursos de odontologia e enfermagem da Unitau (Universidade de Taubaté). Um inquérito foi instaurado ontem pela Polícia Civil e o proprietário da empresa, Marcelo Chacon, é investigado por estelionato.

"Não pode fazer o B.O. porque precisa esperar a data do baile. Queremos uma garantia que nosso evento vai ocorrer", disse Luiz Claudio Lourenço, 33 anos, da Comissão de Formatura da Fapi (Faculdade de Pindamonhangaba).

Segundo ele, 68 estudantes de cinco cursos pagaram R$ 65 mil à Dacon. O baile está programado para 12 de março.

Na Unitau (Universidade de Taubaté), a empresa seria responsável pela festa de mais seis cursos. "Quitamos 100% do valor, pagamos R$ 80 mil à Dacon. Vamos comunicar os formandos sobre o problema para avaliar o que faremos", disse Sabrina Carvalho Santos, 23 anos, da
Comissão de Formatura da Fisioterapia.

Já no Ites (Instituto Taubaté de Ensino Superior), o prejuízo foi de R$ 23.200. A representante da Comissão Claudia Regina Bento da Silva Leite, 45 anos, formanda do curso de administração, enfrenta um drama ainda pior. "Deixei um cheque calção e eles teriam que me devolver após o depósito do dinheiro na conta da empresa. Isso ocorreu e mesmo assim o cheque foi descontado, meu nome está no SPC", contou.

Desculpa/ Ninguém da Dacon foi localizado ontem. A empresa informou para um representante da Fapi, por email, que em razão de problemas econômicos-financeiros, não poderá cumprir suas obrigações contratuais.

Polícia Civil de Taubaté vai apurar caso de estelionato

Estudantes lotaram ontem o 1º DP de Taubaté para denunciar a Dacon Formaturas. Um inquérito foi instaurado para apurar o caso do baile que não foi realizado na última sexta.
O delegado titular do 1º DP, Juarez Totti, alertou apenas que nos casos em que a prestação do serviço deixou de ocorrer é que são passíveis de registro de Boletim de Ocor rência e investigação. Os demais casos devem ser registrados junto aos orgãos de Defesa do Consumidor.
"Para os eventos agendados futuramente é possível, por meio do Procon, promover uma tentativa de cancelamento do contrato e restituição dos valores", disse o coordenador Fábio Câmara.
O advogado dos estudantes de enfermagem e odontologia, Ricardo Leite, ajuizou uma ação para o bloqueio de bens do proprietário da Dacon.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1472 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Alerta - 10/03/2011 11:06

Celebra formaturas Brothers .... Dacon Diplomota
Qualquer semelhança não é mera coicidencia!!!!!

Para quem não lembra... e são muitos... A Brothers e a Diplomata tiveram o mesmo fim.... deram calotes em tudo e todos...
Hoje depois de uns 15 anos, ainda tem formando (da época) executando dívidas... e ex funcionários, funcionários inclusive falecidos, que ainda não conseguiram receber a indenização desses calhordas...

Alguém havia Perguntado o nome do Ivan da celebra.... Ivan Morgado de Castro... e se vc for pesquisar ... nunca vai encontrar nada no nome dele, só de laranjas.. incluse da esposa caçadora de fortunas... Juliana...e que vai ficar apenas com as dívidas...

Existe ainda a história de que a Celebra nunca trabalha com caixa próprio, sempre utiliza para as festas de hoje o dinheiro que está sendo pago para as festas de daqui uns anos... ou seja a chance do CALOTE é muitooooo grande.

ALERTA: CUIDADO... INVESTIGUE OS PROPRIETÁRIOS DAS EMPRESAS QUE SERÃO CONTRATADAS.
ELES ABREM E FECHAM EMPRESAS COMO QUEM TROCA DE ROUPA.

Fica ai um comentário de quem conheceu muito bem e de perto... muito perto...



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal