Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/01/2011 - Último Segundo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ministério Público denuncia 26 pessoas acusadas de fraude no MT

Por: Helson França

Grupo formado por políticos, empresários e servidores públicos teria causado prejuízo de R$ 51 milhões aos cofres públicos.

O Ministério Público Federal em Mato Grosso denunciou hoje 26 pessoas, entre elas políticos, empresários, servidores públicos e lobistas, por fraudes em processos de licitação. Eles foram presos pela Polícia Federal em abril do ano passado, durante a operação Hygeia. A PF aponta que o grupo tenha causado um prejuízo aos cofres públicos de R$ 51 milhões.

À Justiça, o MPF pediu a condenação dos denunciados pelos crimes de responsabilidade, fraudes em licitações, peculato, estelionato e formação de quadrilha.

Na denúncia, o procurador explica que os integrantes se dividiam em três grupos. A cúpula da organização criminosa era representada pela base política. Esse grupo, constituído de membros do diretório do partido PMDB, possuía a força de indicar pessoas para os cargos e funções de confiança para a Coordenação Regional da Funasa em Mato Grosso. Embora não tenham vínculo com a instituição, estes membros detinham vasto conhecimento sobre o orçamento e interferiam na gestão da Funasa, direcionando a contratação de empresas e organizações sociais.

A base empresarial, preparada para dar sustentação às atividades ilícitas, era formada por lobistas, empresários e pessoas sob a influência deles. Esse núcleo controla grande número de empresas que se beneficiam de licitações fraudulentas, da inexecução de obras e prestação de serviços e do superfaturamento de preços. Por fim, distribuem o dinheiro ilícito desviado, beneficiando os membros da organização.

Algumas das obras fraudadas são a construção de rede de energia trifásica, sistema de abastecimento de água, sistema de esgotamento sanitário, infraestrutura turística e pavimentação de vias urbanas.

Entre os denunciados estão o coordenador da Funasa em Mato Grosso, Marco Antonio Stangherli, o tesoureiro regional do PMDB em Mato Grosso, Carlos Roberto de Miranda, o secretário geral do PMDB em Mato Grosso, Rafael Belo Bastos, o sobrinho do deputado federal Carlos Bezerra (presidente regional do PMDB), José Luis Gomes Bezerra, o ex-prefeito de Santo Antônio de Leverger (MT), Faustino Dias e o ex-secretário de finanças do município, Odil Benedito Antunes do Nascimento.

O empresário, Valdebran Padilha, acusado de querer comprar um dossiê contra os tucanos nas eleições de 2006, e seu irmão, o sócio-proprietário da empresa Engesan, Waldemir Padilha, também foram denunciados.

Os crimes foram cometidos de 2000 a 2009. As investigações tiveram início em 2006, quando a Polícia Federal abriu inquérito para apurar a notícia da ocorrência de crimes de fraude na contratação e execução de obras no município de Santo Antônio do Leverger, com recursos do Fundo Nacional de Saúde.

Denunciados:
01. Ronilton Souza Carlos
02. Valdebran Carlos Padilha Silva
03. Waldemir José Padilha Silva
04. Kurt Luiz Matte
05. Faustino Dias Neto
06. Eduardo Belmiro da Silva
07. Luciano de Carvalho Mesquita
08. Carlos Roberto Ribeiro de Miranda
09. José Luis Gomes Bezerra
10. Marco Antônio Sangherlin
11. Evandro Vitório
12. Rafael Bello Bastos
13. Paulo Félix Castro de Almeida
14. José Maurício da Silva
15. Antonio da Silva Campos
16. Benisvaldo Teixeira Lopes
17. Lucilo Cabral da Silva
18. Júlio Cesar Moreira Silva Junior
19. Manoel de Jesus Martins
20. Odil Benedito Antunes do Nascimento
21. Ney Macario da Silva
22. Antonio Pedroso
23. Claudison Jorge de Lima
24. Claudio Jesus de Amorim
25. Jone Marcos da Costa Silva
26. João Mário de Arruda Adrião

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 325 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal