Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/01/2011 - Diana FM Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça: Alegado cúmplice de "Príncipe da Transilvânia" libertado a meio do julgamento


O belga Christian Decot, auto-intitulado "Cavaleiro da Ordem Leopoldo", suspeito de burla qualificada, foi libertado ontem a meio do julgamento por o prazo máximo de prisão preventiva a que se encontra sujeito estar a terminar.
Começou ontem o julgamento dos belgas Tristan Gillot, acusado de burla qualificada, falsificação de garantias bancárias, branqueamento de capitais e associação criminosa, e do seu alegado cúmplice, Christian Decot, acusado de burla qualificada e uso de documento falso.
Durante a sua audição, Christian Decot explicou como pretendeu implantar em Portugal um projeto de construção aeronáutica, de que tinha já experiência na Bélgica, tendo, para tal, conseguido uma "autorização do INAC" (Instituto Nacional de Aviação Civil).
Este projeto tinha como único investidor Tristan Gillot, que alegadamente seria um "cliente importante" de um banco no Lichtenstein e portador do título "Príncipe da Transilvânia", que terá restituído na Bélgica, com a ajuda do seu pai, contou em tribunal.
Também Decot, segundo afirma Gillot, tem dois títulos nobres - Cavaleiro da Ordem do Reino Belga e Cavaleiro da Ordem do Leopoldo.
A ligação dos dois começa com um convite de Tristan a Decot para uma sociedade de construção aeronáutica – SCWAL SA –, que passava pela criação de uma fábrica de montagem de aviões, chamada Falcon Wings, para a qual necessitavam de financiamento.
Decot contactou então várias câmaras municipais – Oliveira de Frades, Évora, Covilhã – para tentar obter financiamento, cedência de terrenos e autorizações para utilização de aeródromos.
Ao longo de vários anos, Decot foi alugando armazéns - cujas rendas nunca pagou – em Évora, Ponte de Sor e Covilhã, onde alegadamente ainda guarda material aeronáutico suficiente para construir 15 aviões e alguns documentos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal