Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/01/2011 - Jornal Cidade (Rio Claro) Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Daae identifica fraude em mais de 1 mil hidrômetros


O Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro concluiu nesta semana levantamento técnico que aponta 1.035 hidrômetros residenciais e comerciais da rede de abastecimento de água com algum tipo de fraude observada em 2010.

Entre as infrações mais comuns, constadas pelo setor de hidrometria da Autarquia, estão corte ou violação do lacre, danificação da cúpula de medição (visor e engrenagens internas), hidrômetro com prego ou arame para tentar reduzir leitura do consumo e a inversão do relógio de aferição. Outra infração grave detectada é a ligação irregular, popularmente conhecida como “gato”, feita diretamente na rede de água. No ano passado, os fiscais do departamento registraram 630 hidrômetros parados ou travados. Duzentos e setenta foram quebrados. Furados ou violados, foram 126. Somente neste mês de janeiro, foram abertas 130 ordens de serviço para verificar situações que podem ser caracterizadas como violação do hidrômetro. A fiscalização do Daae está intensificando o trabalho de pesquisa de vazamentos não visíveis e ligações irregulares.

A operação “caça fraudes” está sendo realizada em todos os bairros do município, conforme determina a portaria 034/2010, de primeiro de setembro de 2010.

Segundo o superintendente da autarquia, Geraldo Gonçalves Pereira, o trabalho é necessário, principalmente por uma questão de justiça para com a maioria dos contribuintes e consumidores, que pagam corretamente a conta de água de acordo o uso da água tratada e demais serviços fornecidos pelo Daae.

Geraldo Pereira também observa que, sem a fuga de recursos ocasionada por fraudes, o departamento tem mais condições de garantir o abastecimento, tratamento e a distribuição de água com a qualidade que população, corretamente, exige.

As fraudes no hidrômetro (violação ou retirada do hidrômetro, interrupção do fluxo de água por objeto ou equipamento no cavalete), fornecimento de água a terceiros, religação de água cortada por conta própria, e outras fraudes do gênero são punidas em Rio Claro com multa de, no mínimo, um salário mínimo, hoje no valor de R$ 545, pagamento do aparelho medidor (hidrômetro) e arbitramento de consumo (cálculo onde é verificada a quantidade de água que não foi medida pelo hidrômetro).

Já as ligações irregulares de água são punidas com multa de dois salários mínimos, hoje no valor de R$ 1.070 e interrupção imediata do fornecimento de água, independente de notificação, além do arbitramento de consumo. Em todos os casos de fraude, o infrator também paga por todos os serviços de reparos necessários efetuados pelo Daae.

Evite transtornos

Para evitar transtornos, o Daae orienta a comunidade a:
1. Não autorizar que ninguém altere as condições de instalação e de funcionamento do hidrômetro, isto apenas pode ser feito pelo Daae;
2. Não religar água cortada nem autorizar que ninguém o faça. Acerte suas dívidas e peça para o Daae executar o serviço, sai mais barato do que pagar a multa;
3. Verifique sempre as condições do seu hidrômetro, acompanhe a leitura e ligue para o Daae sempre que tiver dúvidas;

Para mais informações e esclarecimentos, ou para a comunicação de irregularidades, a população deve entrar em contato com o teleatendimento do Daae pelo telefone 3531-5200, e digitar a opção “1”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 434 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal