Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/01/2011 - SIC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Julgamento do auto-intitulado "Príncipe da Transilvânia" começou esta quinta-feira


O julgamento de dois belgas acusados de burla qualificada e falsificação de documentos começou esta quinta-feira, em Lisboa. Os arguidos, incluindo o auto-intitulado "Príncipe da Transilvânia", prometiam investimentos numa fábrica de aeronáutica no interior do país, mas os projectos nunca foram concretizados.

Apresentava-se como "Príncipe da Transilvânia", herdeiro de uma fortuna de milhões. O cidadão belga Tristan Gillot foi detido em Portugal, em Setembro de 2009. Com ele trabalhava outro belga, Christian Decot, auto-intitulado "cavaleiro do principado da Transilvânia", detido em 2008.

A bancos, empresas e câmaras municipais, os dois homens terão prometido construir uma fábrica de aeronáutica. Primeiro em Évora, depois em Arraiolos, na Covilhã e, finalmente, em Ponte-de-Sôr. O investimento seria de 150 milhões de euros, para construir três modelos de aeronaves e criar 300 postos de trabalho.

A Câmara de Évora chegou mesmo a ceder-lhes um terreno junto ao aeródromo local. Mas os projectos nunca avançaram. Um dia depois de ter sido interrogado, o alegado representante do suposto príncipe garantia à SIC que era inocente e não havia qualquer burla.

Junto de três bancos portugueses, os arguidos procuraram obter garantias bancárias entre 500 mil e 250 milhões de euros. Agora os dois homens respondem por burla qualificada e falsificação de documentos.

O processo tem como assistentes a Caixa Geral de Depósitos e o Banco Comercial Português.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 252 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal