Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/01/2011 - O Globo Online / Reuters Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vaticano nomeia conselho de nova autoridade financeira

Por: Philip Pullella


CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Bento 16 nomeou na terça-feira um cardeal, três acadêmicos e um especialista em finanças para o conselho da nova agência interna do Vaticano destinada a verificar se o Banco do Vaticano e todos os seus outros escritórios cumprem a lei internacional.

A Autoridade de Informação Financeira (AIF) do Vaticano foi criada no mês passado a fim de garantir que o Banco do Vaticano e todos os outros departamentos do Vaticano adiram às regulações europeias em questões como lavagem de dinheiro e cooperem com as autoridades estrangeiras.

O presidente da AIF será o cardeal italiano Attilio Nicora, atualmente presidente da Administração do Patrimônio da Sé Apostólica (APSA), o departamento que administra os bens e as holdings financeiras do Vaticano.

Entre os membros do conselho estão Claudio Bianchi, professor de contabilidade da universidade La Sapienza; Marcello Condemi, professor de direito da economia da Universidade Marconi; e o professor Giuseppe Dalla Torre del Tempio di Sanguinetto, reitor da universidade Lumsa, todas de Roma.

O outro membro do conselho é Cesare Testa, chefe do departamento da Igreja Católica Romana italiana que gerencia os fundos que pagam os salários dos padres na Itália.

O gerente geral da AIF será escolhido por Nicora e pelos quatro membros do conselho até 1o de abril, quando entrarem em vigor as novas leis estabelecendo a AIF, informou o Vaticano.

O Vaticano divulgou as leis no mês passado para se adequar aos padrões internacionais de transparência financeira e ao combate ao financiamento do terrorismo.

Essa foi a principal iniciativa já tomada pelo Vaticano para cumprir as exigências internacionais para uma maior abertura financeira.

O Vaticano espera que isso assegure a sua entrada na "Lista Branca" da Organização para a Cooperação Econômica e o Desenvolvimento (OECD), com os Estados que estão dentro dos padrões bancários internacionais.

O Banco do Vaticano ganhou as manchetes em setembro, quando investigadores italianos congelaram fundos no valor de 23 milhões de euros em bancos italianos depois de iniciarem uma investigação sobre suposta lavagem de dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 151 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal