Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/03/2011 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça recebe denúncia do MP contra suspeito de golpe milionário em Minas Gerais


BELO HORIZONTE - O Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, recebeu, nesta quarta-feira, a denúncia contra o empresário Thales Maioline e três sócios dele feita pelo Ministério Público Estadual. Eles são suspeitos dos crimes de estelionato, uso de documentos falsos e formação de quadrilha. O golpe aplicado por Maioline deixou um prejuízo de quase R$ 90 milhões a cerca de dois mil investidores de 14 cidades mineiras.

De acordo com a assessoria do Fórum, a partir do recebimento, começa o processo de instrução. O procedimento é composto pela coleta de depoimentos e análise das provas. Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), Maioline está preso no Presídio Inspetor José Martinho Drummond, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Thales Maioline se entregou à polícia no dia 12 de dezembro de 2010 e foi levado para o Centro de Remanejamento de Segurança Prisional (Ceresp) São Cristovão, de acordo com a Polícia Civil. Ele era procurado desde o início de agosto, quando teve a prisão decretada.

O suspeito teria sumido com o dinheiro de investidores mineiros atraídos pela promessa de rentabilidade alta. Maioline se apresentou espontaneamente à Seccional Noroeste, no bairro Alípio de Melo e passou por exame de corpo de delito.

O advogado Marco Antônio de Andrade, que defende o suspeito, disse o G1 que o cliente decidiu se entregar para "dar solução ao caso".

- Não fazia sentido continuar onde estava, se tornar um eterno fugitivo não tem razão de ser - falou o advogado.

Thales Maioline era dono da Firv Consultoria e desapareceu e pouco depois teve a prisão decretada. Segundo as investigações, a Firv captava recursos, oferecia altos rendimentos, mas não conseguia pagá-los.

A empresa, com sede em Belo Horizonte, teria uma ramificação em Araçuai, no Vale do Jequitinhonha. Alguns investidores foram investigados por sonegação, por não terem declarado as aplicações ao Imposto de Renda.

A mulher e a irmã do suspeito foram detidas no dia 20 de dezembro de 2010, depois de se apresentarem à Polícia Civil. Elas foram libertadas no dia 24 do mesmo mês.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 137 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal