Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/01/2011 - V News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ciretran de Jacareí é investigada por suposta fraude em carteiras de habilitação

Decisão judicial determina que Detran retire pontos de usuário prejudicado.

O sistema que deveria educar os motoristas para um trânsito seguro é o mesmo sistema que permite que um esquema criminoso transforme pontos de multas em quantias milionárias para fraudadores.

Nas linhas abaixo, a reportagem do VNews apresenta detalhes de como motoristas imprudentes conseguiram zerar seus prontuários no Detran do Estado, enquanto outros, sem que soubessem, acumularam centenas de pontos em questão de meses.

Ex-Motoboy

"Começaram a surgir pontos. Em pouco mais de 8 meses eu estava com 95 e em dezembro de 2007 já beirava os 200", explica o ex-motoboy Manoel, de Caraguatatuba, que no ano seguinte recebeu uma notificação informando que a habilitação estaria suspensa. Foi quando se sentiu obrigado a mudar de profissão.

"Tive que abandonar a profissão de motoboy, que eu gosto, para ser pintor, que não precisa de CNH", diz.

Irritado, ele procurou a Ciretran de Caraguatatuba e descobriu que as multas pertenciam à quase 100 veículos diferentes. A maioria com placas de Jacareí e São José dos Campos. "Eu perguntei a origem destas multas e a resposta sempre foi a mesma. Ciretran de Jacareí", conta.

Em 2007 ele conseguiu resolver o problema com uma alternativa oferecida pela própria Ciretran de Caraguá. Assumiu os pontos e fez um curso de reciclagem. "Não paguei o curso e não me cobraram as multas", diz.

Acreditando se tratar de um engano, Manoel aproveitou o prontuário zerado para voltar à antiga profissão. O retorno durou algumas semanas...

Durante o ano de 2008 ele recebeu outras 75 multas, com as mesmas características das apresentadas anteriormente. Foi quando ele decidiu recorrer à Justiça.

A decisão veio em fevereiro de 2009. A sentença do Juiz Paulo Bonini, da primeira vara cível de Caraguatatuba, reconhece que os pontos não pertencem à Manoel e determina que o Detran providencie um novo número de CNH para ele. A sentença ainda fala em um possível esquema de falsificação de documentos, na Ciretran de Jacareí (veja abaixo trecho da sentença do Juiz de Caraguatatuba).

O caso de Manoel não é isolado. A reportagem do VNews percorreu, na última semana, diversas delegacias da região em busca de casos semelhantes. O mais recente deles está em Jacareí.

Pontos que não acabam mais

Arion Rodrigues chegava do trabalho quando recebeu uma comunicação do Detran que sua habilitação apresentava um número elevado de pontos.

"Não dirijo com frequência, existem multas de locais que nunca fui, que nem conheço", diz.

Quantos pontos possui Arion? Com o número da habilitação e o de CPF de Arion, a reportagem fez uma pesquisa no site do Detran. A resposta do sistema nos poupa o trabalho de soma: "O número de ocorrências supera o limite de exibição do sistema".

A vítima registrou boletim de ocorrência no 2º DP de Jacareí no início de dezembro. O caso está sendo investigado pela Polícia.

O sistema a serviço do crime

Um policial de Jacareí diz que para rodar com a CNH "limpa" basta que a pessoa tenha os contatos certos dentro do órgão de trânsito.

"É só procurar a pessoa certa, que apresente lá na Ciretran. A pessoa paga um valor que eles estipulam e os pontos são transferidos". O valor da irregularidade? "700 reais", revela.

VNews também questionou o policial sobre a relação do esquema de fraude em CNH's e do esquema de adulteração de documentos de veículos, descoberto em outubro do ano passado em Igaratá e publicado pelo VNews em dezembro.

"Existe uma hierarquia semelhante. Mas a execução de cada esquema é de responsabilidade de uma pessoa diferente", explica.

Desobediência à Justiça

Mesmo após uma sentença judicial, Manoel ainda não pode seguir a vida tranquilamente. Os pontos foram novamente zerados, mas, desde agosto de 2010, outras 3 multas apareceram. "O Detran zerou, mas não obedeceu a decisão para me dar um novo número de CNH e não informa o motivo disso", reclama.

Procurado, o órgão informou que encaminhou a solicitação aos setores responsáveis, mas que ainda não poderia dar um posicionamento sobre o caso.

Clientes Vip

Com a listagem de placas dos veículos que tiveram multas transferidas, a reportagem traçou o perfil de quem se utilizava do esquema. A maioria dos veículos - Jacareí lidera a lista - é de carros considerados de alto padrão: aparecem na lista uma BMW de São José dos Campos, diversos Honda Civic e algumas picapes de luxo. Além de cidades da região, as multas também foram aplicadas por órgãos de trânsito de São Paulo e Mongaguá.

Casos isolados

Procurado, o delegado seccional interino de Jacareí, Dr. Hugo Brisola Junior, informou que a Polícia de Jacareí investiga os dois casos.

O delegado não vê relação com os casos de veículos transferidos ilegalmente em Igaratá, revelado em dezembro. "São casos isolados, isso não depende de ninguém de dentro da Ciretran. Como não há a exigência de reconhecimento de firma, qualquer despachante pode agir de má fé e realizar tal procedimento", diz.

O delegado refuta qualquer possibilidade de envolvimento de funcionários de dentro da Ciretran no esquema.

VNews procurou também o delegado da Ciretran de Jacareí, Dr. Roberto Avanci. Ele informou que as transferências de multas e os motoristas que recorreram a tal artifício estão sendo investigados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 428 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal