Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

12/01/2011 - Jornal de Negócios Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Três gestores do BPP desviaram 100 milhões de euros

Por: Bruno Simões

O desvio foi feito por três administradores do banco, entre os quais está o presidente João Rendeiro. Os crimes em que estes gestores incorrem vão desde o branqueamento de capitais, burla, fraude fiscal a falsificação.

Um inquérito da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários indica que foram desviados do Banco Privado Português cerca de 100 milhões de euros.

Segundo escreve o "Correio da Manhã" de hoje, os outros dois administradores, além de Rendeiro, são Paulo Guichard e Salvador Fezas Vital.

Estes ilícito já terão sido comunicados ao Ministério Público que, no âmbito do processo-crime que decorre em paralelo, já arrestou milhões de euros em contas e bancárias situadas em vários paraísos fiscais, para garantir o retorno do dinheiro.

A investigação, conduzida pela unidade da Polícia Judiciária que combate o crime económico e com a supervisão do DIAP, já estará na fase final, aguardando as autoridades pelos pedidos de informação enviados para os paraísos fiscais para onde o dinheiro foi enviado.

Os investigadores ter-se-ão visto com dificuldades devido ao elaborado esquema financeiro detectado, que usa complexos procedimentos bancários de forma a dissimular o destino do dinheiro.

Foram entretanto feitas várias buscas, que permitiram apreender milhares de documentos. O banco e as residências dos administradores (bem como as dos seus familiares) também foram passados a pente fino pela polícia, que apreenderam suporte informático que poderá ajudar a encontrar o rasto do dinheiro.

Recorde-se que ontem, em audição parlamentar, o ministro Teixeira dos Santos disse aos deputados que as contra-garantias dadas pelo Estado, no âmbito do empréstimo de 450 milhões de euros ao banco por várias outras entidades bancárias portuguesas, valem quase 600 milhões de euros. "As contra-garantias estatais, segundo o Banco de Portugal, continuam a ter um valor superior ao empréstimo", garantiu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 222 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal