Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/01/2011 - Diário de Canoas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha fraudou mais de um R$ 1 milhão por ano pela Internet

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça na região metropolitana.

Porto Alegre - A Polícia Civil cumpriu na manhã desta terça-feira 14 mandados de busca e apreensão no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Bahia e prendeu cinco integrantes de uma quadrilha que fraudou mais de R$ 1 milhão por ano pela Internet. Três pessoas foram presas em Porto Alegre, uma em Canoas e outra em Salvador no cumprimento dos mandados de prisão temporárias. Outras três pessoas ainda estão foragidas.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Porto Alegre, Canoas, Viamão, Cachoeirinha, balneário Gaivotas, em Santa Catarina e em Salvador e foram apreendidos três computados, três notebooks, diversos cartões de crédito, impressora, talões de cheques, documentos, fitas de vídeo, carimbos e 23 celulares, além de um revólver calibre 38. Os criminosos são suspeitos de furtar dinheiro das contas de clientes de bancos, principalmente o Banrisul, e repassar os valores para laranjas.

Segundo informações do Diretor do Gabinente de Inteligência e Assuntos Estratégicos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), delegado Emerson Wendt, que coordenou a operação SocialEngenharia.com, o grupo mandava e-mails com programas que captavam as senhas das vítimas para fazer transferência indevida via Internet.

Conforme o delegado, em apenas um dos casos, foram roubados aproximadamente R$ 500 mil de uma vítima da região metropolitana de Porto Alegre. No entanto, a média de saques por conta era de R$1 mil. "O hacker invadia a conta bancária e fazia a transferência para a conta de laranjas. O grupo mandava e-mails com links falsos para clientes de bancos. Na mensagem, era solicitado que o usuário clicasse para atualizar dados. A partir daí, os criminosos tinham acesso às informações dos computadores das vítimas", explicou o delegado.

Os presos vão responder por furto qualificado mediante fraude através da internet, estelionato, falsidade ideológica, formação de quadrilha e falsificação de cheques, cartões de crédito e documentos de identidade. Segundo o delagado, as investigações iniciaram em agosto de 2010.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal