Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/07/2007 - MidiaMax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sindicom denuncia estelionato contra empresas de Dourados

Por: Daniel Pedra


Empresas de São Paulo podem estar aplicando golpes no comércio de Dourados, segundo denúncia do presidente do Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista), Valter Castro. Ele informa que todas as empresas de Dourados, cerca de 5.600 lojas, receberam nesta semana um boleto bancário para o pagamento de uma taxa no valor de R$ 227.

O depósito está em nome do Sindicato Nacional do Comércio, uma empresa que, segundo ele, apresenta todas as características de fraude. "Cada região tem um sindicato responsável. Na Grande Dourados, o Sindicom é o responsável pela prestação de serviços e assessorias. Não existe uma contribuição extra para empresas de outros estados. A recomendação é de que o empresário desconsidere este boleto para evitar transtornos", disse.

De acordo com Castro empresários podem confundir esta cobrança irregular com a contribuição anual do Sindicom. "O pagamento do imposto sindical já foi realizado no início do ano. O empresário não pode sofrer nenhuma punição jurídica se deixar de pagar esta empresa suspeita", afirma.

O presidente explica que o Sindicom cobra valores diferenciados de cada empresa, dependendo do nível econômico. Conforme ele a medida tende a não prejudicar os empresários já que os valores são estudados antes da cobrança. No caso da empresa paulista o mesmo valor foi aplicado para todo o comércio.

O presidente disse que entrou em contato com o sindicato responsável pelo boleto. Segundo ele uma atendente que se identificou como "Patrícia", disse que os boletos foram encaminhados para todo o Brasil. "Ela informou que o empresário paga este valor e tem direitos a consultas ao SCPC e assessoria jurídica. Questionei sobre a distância para as empresas do Estado que já dispõe deste mesmo serviço através do Sindicom. A mulher sem muitos argumentos disse que se eu não pudesse pagar era para desconsiderar a cobrança. Creio que esta é mais uma característica de fraude", justifica.

O sindicom atende todo o sul do Estado, nas cidades de Caarapó, Dourados, Deodápoles, Glória de Dourados, Fátima do Sul, Juti, Jatei e Itaporã. Em todas estas cidades foi constatado o recebimento dos boletos suspeitos. Castro disse que vai consultar a assessoria jurídica do sindicato para estudar uma maneira de coibir este tipo de prática, considerada abusiva aos comerciantes. Por enquanto a recomendação é de que os empresários não efetuem nenhum tipo de pagamento a empresa paulista. O prazo do pagamento do boleto vence no próximo dia 12.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 358 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal