Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/03/2006 - Diário de S.Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Novo golpe: você pode virar fiador sem ser informado

Por: Maria Fernanda Blaser


SÃO PAULO - Donos de imóveis devem dobrar a atenção na hora de alugar a casa, pois podem acabar no prejuízo. Inquilinos que não conseguem fiadores estão buscando uma saída fácil, barata e que beira a ilegalidade. Eles compram documentos de falsos fiadores, apresentam nas imobiliárias e conseguem alugar o imóvel. Se o locatário der calote e o proprietário acionar o fiador, a surpresa não será nada agradável. Há casos em que o fiador não assinou o contrato e sequer conhece o inquilino. Moral da história: o locador descobre que caiu em um golpe.

- A má notícia é que esse estelionato tende a crescer nos próximos anos. É cada vez mais difícil encontrar alguém disposto a ser fiador e as outras alternativas, como o seguro-fiança, são caras - destaca José Augusto Viana, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP).

Para Viana, esse é um problema crônico, que requer faro apurado dos corretores imobiliários.

- É preciso conferir muitos documentos para tentar se prevenir desse golpe - afirma.

A empresária Isabel Gomes Marcos foi surpreendida há três anos com uma intimação para comparecer na delegacia. Ela foi denunciada por uma imobiliária.

- Quando fui ao distrito policial, fui informada que um inquilino me apresentou como fiadora e a imobiliária estava abrindo um processo de execução contra mim. O inquilino devia vários aluguéis - lembra Isabel.

A empresária contratou um advogado, mas o imbróglio persiste até hoje.

- Tenho certeza que os estelionatários conseguiram meus documentos a partir da escritura do imóvel dado como garantia, que é uma casa que vale R$ 400 mil. Eles falsificaram parte desses documentos e começaram a vendê-los - relata.

Isabel já foi a mais de dez delegacias dar explicações e comparar a sua assinatura com as dos contratos.

- Eles até reconheceram firma no meu nome - conta.

Hoje, Isabel responde a quatro processos e está com o nome sujo. Segundo a polícia, é difícil encontrar os responsáveis por esses crimes. Um dos inquéritos que investiga os crimes cometidos contra ela já foi até arquivado, sem que os responsáveis fossem encontrados. Outro está em andamento: a polícia busca o inquilino.

Já os donos dos imóveis alugados que aceitaram Isabel como fiadora continuam sem ver a cor do dinheiro. Isabel e outras 16 pessoas fazem parte de uma lista de vítimas elaborada pelo Creci.

- O objetivo é que os corretores consultem a lista antes de aprovar o fiador. É outra forma de prevenir que o dono do imóvel e a imobiliária tenham prejuízo - explica Viana.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 460 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal