Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

06/01/2011 - TVI Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Internet: mais de 150 mil vírus andam por aí

Cerca de 150 mil computadores são infectados todos os dias na Europa. Além disso, andam a roubar dados pessoais na Net.

São 150 mil vírus e códigos maliciosos que estão em circulação na Internet. No total, cerca de 150 mil computadores são infectados todos os dias na Europa, revela um relatório da Europol sobre cibercrime.

Mas as preocupações não se ficam por aqui: o mesmo documento conclui que os dados pessoais dos cidadãos da União Europeia estão a ser comercializados, de forma ilícita, por uma economia digital subterrânea, auto-suficiente e em expansão.

Uma estimativa recente de uma empresa de segurança digital indica que as empresas têm tido perdas globais de cerca de 750 mil milhões de euros por causa do cibercrime, escreve a Lusa.

No mundo do cibercrime, todas as informações pessoais e financeiras roubadas são usadas de forma fraudulenta para que os criminosos tenham acesso a contas bancárias, usem cartões de crédito em compras online e também para abrirem novas linhas de crédito.

Todas estas transacções têm um valor de mercado: dados de um cartão de crédito podem custar 23 euros, informações de uma conta bancária variam entre os 8 e os 95 euros e dados de uma conta de e-mail podem valer 10 euros.

Os criminosos não estão interessados apenas nos detalhes de cartões de crédito e nas contas bancárias, mas também nos endereços, números de telefone, números de segurança social, nomes completos e datas de nascimento.

Todos os dados são comercializados, o que conduz a uma série de novas actividades ilegais, incluindo a distribuição «crimeware» e «hacking» de bases de dados corporativas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 307 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal