Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

23/12/2010 - iOnline Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulheres enganadas nas redes sociais por falsos pretendentes

Por: Ana Rita Guerra

Burlões fazem passar-se por homens britânicos apaixonados. Só precisam de dinheiro para o amor acontecer.

Homem responsável, dedicado à carreira, inteligente e divertido procura mulher para relação estável. É um romântico incurável e não conseguiu resistir à sensualidade inocente das fotos que viu no Facebook. Porque não aproveitar? A única coisa que a sortuda precisa de fazer é enviar dinheiro para ele se deslocar até ao seu país ou cidade. E o amor vai acontecer.

Ou não. O mais provável é que aconteça uma burla das antigas, actualizada para a era das redes sociais. O fenómeno dos Casanova é o mais recente no grande portefólio de esquemas de engenharia social que estão a inundar a internet. E embora ainda não haja dados concretos sobre o número de vítimas, é possível que nos próximos meses o cenário se altere.

"A maioria destes homens faz passar-se por britânicos e tenta conquistar mulheres em Espanha e noutros países à volta", explica ao i Luis Corrons, director técnico dos laboratórios Panda. A empresa de segurança digital descobriu o esquema no início deste mês e foi alertada pelo elevado número de mensagens, com o mesmo tipo de conversa, enviadas a mulheres em redes sociais e por correio electrónico.

Os homens apresentam-se com um charme irresistível e querem conhecer a mulher "fantástica" ao vivo. Só que não têm dinheiro para viajar até Espanha e precisam de ajuda financeira... ora uma vez transferido o dinheiro, desaparecem sem deixar rasto.

Esta é a versão masculina do esquema conhecido por "namoradas russas", em que belíssimas jovens contactam homens nas redes sociais e prometem viajar até ao país do "namorado". Mas com uma diferença: no caso das russas, os burlões usam fotos de mulheres lindas e não precisam de fazer muito mais; no caso dos Casanova, muitas vezes o perfil não tem foto e é com charme e conversa que tentam executar a fraude.

Quando os analistas da Panda contactaram estes novos Casanovas para perceberem as suas intenções, confirmaram a suspeita: logo após o primeiro contacto, a história é decalcada das "namoradas russas".

Luis Corrons adianta que não se trata de gangues, mas de criminosos individuais - no máximo, a trabalhar em dupla - que contactam centenas de mulheres. "A maioria das pessoas não cai", sublinha o responsável, "mas há cada vez mais pessoas novas a ligarem-se à internet, muitas são mais velhas e acreditam facilmente nestas coisas", afirma. O director da PandaLabs aconselha: "Usem o senso comum. Você não daria dinheiro a um homem que lhe escrevesse cartas românticas, pois não?".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 137 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal