Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/12/2010 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dupla é presa com mais de R$ 6 mil em notas falsas no Piauí

Por: Flalrreta Alves

Patos do Piauí: Acusados de lavagem de dinheiro faziam compras pequenas com notas falsificadas.

A Polícia Militar de Patos do Piauí, 399 quilômetros ao sul de Teresina, prendeu no final de semana uma dupla acusada de circular notas falsas. Edvaldo Eurípedes de Alencar, 33 anos, e Albino Gomes da Cruz Filho, 31 anos, foram presos com a quantia de R$ 6.850, dividida em notas de 100 e 50, todas falsificadas.

De acordo com Gustavo Luiz, soldado que participou da prisão, a dupla agia com lavagem de dinheiro em postos e restaurantes nas estradas. O militar conta que no sábado pela manhã, os dois pararam em um restaurante e compraram uma cerveja e um energético. O pagamento foi feito com uma nota de cem reais, supostamente falsificada.

Em seguida, na direção do município de Jaicós, a dupla parou em um posto de combustível e Albino desceu para comprar uma cerveja, enquanto Edvaldo aguardava no carro. O pagamento foi realizado com uma nota falsa de cinqüenta reais, só percebida pela atendente quando os dois já tinham saído do local. A partir daí a polícia foi acionada.

Ao chegar no restaurante São Cristóvão, localizado no povoado de Croazal, próximo a Jaicós, a polícia encontrou a dupla em outra tentativa de lavagem. Ao se dar conta do flagrante, Edvaldo tentou esconder o dinheiro dentro do porta luvas do carro, um Fiat Uno de cor vermelha, com placa registrada em Paulistana.

Os policiais deram voz de prisão. Antes de conduzirem a dupla para a delegacia, passaram pelo Banco do Brasil de Jaicós e confirmaram que as notas eram falsas.

Edvaldo de Alencar é empresário do setor de motocicleta e de acordo com o responsável pela operação, tenente Genivaldo Nery, já havia suspeita sobre seu comportamento. “Ele teve uma ascensão profissional muito rápida, de repente se tornou um grande empresário e a gente já suspeitava que pudesse ser algo criminal, mas achávamos que tinha algo haver com as motos”, declara.

Em depoimento, a dupla confessou que sabia da falsidade das notas, mas afirma que não foram confeccionadas por eles. Um dos envolvidos depôs que o dinheiro falsificado é fruto da venda de três motos realizadas em Araripina (PE). Os acusados foram encaminhados à Polícia Federal em Teresina.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 142 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal