Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/12/2010 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Veja como evitar golpes nas compras de Natal

Consumidor deve tomar cuidados dentro dos bancos e nas transações pela internet.

Com o bolso cheio por causa do 13º salário e com a chegada das festas do fim de ano, os consumidores vão às compras de Natal no comércio brasileiro - como já é de costume.

O aumento do movimento nas lojas pode significar bons negócios tanto para o empresário como para o consumidor, mas quem compra deve tomar alguns cuidados para evitar fraudes e impedir a ação de oportunistas.

De olho nesses riscos, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) criou um guia com algumas precauções para evitar transtornos durante as compras de fim de ano. Acompanhe as dicas abaixo.

Compras pela internet

1. Mantenha os antivírus no computador atualizados

Antes de fazer compras em lojas online ou transações pela internet, verifique se o computador a ser utilizado está com os programas de antivírus atualizados. Evite sites arriscados e só faça downloads dos que você sabe que são confiáveis. Não faça operações em equipamentos de uso público. Quando houver dúvida, entre em contato com seu banco.

2. Verifique se o site utilizado é seguro

Sempre cheque se o endereço do site acessado começa com https:// (diferente do HTTP:// nas conexões normais). A letra “s” antes dos dois-pontos indica que a conexão ao endereço é segura. Alguns navegadores podem incluir outros sinais. Em alguns, inclusive, o local onde o endereço do site aparece muda de cor e mostra um cadeado fechado.

3. Quando receber um e-mail, tenha certeza de que a fonte é confiável

Apague, sem abrir, os e-mails não solicitados e que você não tenha absoluta certeza de que procedem de fonte confiável. Mesmo que a mensagem pareça confiável, não execute aplicações, nem abra arquivos de origem desconhecida sem fazer a verificação por meio do antivírus atualizado. Cuidado com cartões eletrônicos de Natal, porque eles podem conter vírus.

Compras físicas nas lojas e visita a bancos

1. Cuidado com a emissão de cheques pré-datados

Os cheques têm validade de seis meses a partir da data do preenchimento. O consumidor que for utilizar cheques pré-datados nas suas compras deve ficar atento para esse prazo. Para evitar a devolução dos cheques, preencha-os com as datas em que deverão ser depositados.

2. Cartão e senha andam sempre separados

Memorize sua senha. Se precisar anotá-la em um papel, nunca carregue junto com o cartão.

3. Nunca peça e nunca aceite a ajuda de estranhos

Caso necessite de ajuda em uma agência bancária, procure um funcionário do banco, devidamente identificado com uniforme e/ou crachá. Isso se aplica especialmente aos caixas de auto-atendimento. Um dos principais golpes aplicados pelos criminosos é se oferecerem para ajudar os consumidores, em especial aqueles que demonstram dificuldade em operar o equipamento.

4. Evite sacar grandes valores nas agências

Isso previne a chamada “saidinha de banco”, que consiste no roubo ao consumidor na saída de uma agência bancária. Caso necessite efetuar um pagamento elevado, faça essa transação por meio eletrônico ou telefônico, por meio de uma transferência entre bancos (DOC ou TED). O ideal é fazer saques em pequenas quantidades e, de preferência, em lugares movimentados.

5. Fique atento à distância entre você e outros consumidores

A distância estabelecida por sinalização entre um consumidor no caixa tradicional ou de auto-atendimento e o próximo na fila é de, em média, 1 m. Mas caso o consumidor seguinte se aproxime demais, aquele que está no caixa deve se prevenir ao digitar sua senha e, se possível, cobrir o teclado com sua mão.

6. Se o caixa eletrônico “prender” seu cartão, avise o banco imediatamente

Os caixas eletrônicos em geral não “engolem” o cartão do consumidor, mesmo que haja erro repetido de digitação de senha. Na maioria das vezes, isso acontece por instalação de dispositivo clandestino que retém o cartão. Se isso acontecer, ligue imediatamente para o serviço de atendimento telefônico para ser orientado sobre as providências a serem adotadas.

7. Se o caixa eletrônico parecer violado, não o utilize

Muitas violações dos caixas eletrônicos parecem perfeitas - mas não são. Em geral, deixam marcas, como placas desalinhadas e telas mais salientes que o normal. Se desconfiar da aparência ou achar estranha a estrutura externa do caixa eletrônico, não o utilize. Procure um funcionário da agência ou ligue para o banco.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 113 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal