Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/12/2010 - Expresso MT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dois são flagrados com ‘chupa-cabra’

O esquema foi desarticulado no domingo à tarde, na agência da Caixa Econômica Federal da UFMT.

Duas pessoas foram presas em Cuiabá acusadas de instalar o dispositivo chamado “chupa-cabra”, um equipamento que copia senhas de clientes de caixas-eletrônicos para clonar cartões. Os envolvidos são o cantor Clenivaldo Bantes de Oliveira, de 35 anos, e Edilson Alexandre de Melo, de 30. Outros três integrantes do bando conseguiram escapar.

Segundo a polícia, eles vieram de outro Estado e deveriam deixar o equipamento em Cuiabá somente por algumas horas, suficientes para capturar dezenas de senhas e aplicar um golpe milionário. O esquema foi desarticulado no domingo à tarde, na agência da Caixa Econômica Federal da UFMT.

Clenivaldo foi preso num hotel em Cuiabá, para onde veio em companhia de uma banda onde é vocalista. Ele teria aproveitado a estada em Cuiabá para aplicar o golpe. Edilson estava com ele e, no hotel, foi encontrado o restante do equipamento.

O chupa-cabra é composto por uma frente falsa do caixa onde é instalada uma câmera de celular que grava a senha quando digitada. Na outra ponta, existe um aparelho que armazena dados do cartão. Com isso, é possível fazer a clonagem e o saque.

Segundo tenente da PM Guilherme Gayhiva, um vigia da agência desconfiou de um homem que estava mexendo de forma suspeita no caixa. Em seguida, ficou do lado de fora observando o movimento. “A partir dessa denúncia, detivemos o suspeito e chamamos o gerente, que numa análise rápida percebeu a instalação do equipamento. De lá, fomos até o hotel onde prendemos o cúmplice e apreendemos o restante do material”, explicou.

Aos policiais, a dupla explicou que, com a captura da senha e de outros dados do cartão, é possível fazer um cartão clonado. Para despistar a polícia, o saque é feito em outro estado ou outra cidade. Os dois foram levados para a Superintendência da Polícia Federal e autuados por tentativa de estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 135 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal