Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/12/2010 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Câmara pode votar hoje projeto que legaliza bingos no país

Deputados favoráveis querem investir dinheiro dos jogos na saúde, mas MP é contra.

A Câmara dos Deputados pode votar nesta terça-feira (14) à tarde um projeto de lei que prevê a legalização dos bingos no país. Atualmente, esse tipo de jogo é proibido no Brasil, porém, os parlamentares favoráveis à liberação argumentam que a verba arrecadada em impostos cobrados ao setor poderia gerar até R$ 7 bilhões aos cofres públicos por ano – dinheiro que seria investido na área da saúde.

O tema, entretanto, é alvo de polêmica e a votação promete ser apertada no plenário da Casa. Em nota divulgada nesta segunda-feira (13), a Conamp (Associação Nacional dos Membros do Ministério Público) se manifestou contrária à legalização dos bingos no país, argumentando que esse tipo de atividade “criaria um ambiente favorável à lavagem de dinheiro e à atuação das organizações criminosas”.

- A atuação das organizações criminosas na atividade de bingos foi comprovada pelo relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito [a CPI dos Bingos] constituída para apurar as irregularidades no setor de bingos e caça-níqueis, a qual revelou ainda a ocorrência de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e evasão de divisas, em claro atentado ao interesse público.

Para a Conamp, é errado o argumento de que a liberação dos bingos beneficiaria a saúde pública. Isso porque, além de propiciar o vício – a associação cita uma doença em que a pessoa é incapaz de controlar a vontade de jogar –, a “conexão com o crime organizado potencializa a danosidade social, seja do ponto de vista da saúde, educação e segurança”.

Já o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), líder do governo na Casa, argumentou em novembro, quando o tema voltou a ser discutido, que a liberação dos jogos poderia coibir o crime organizado no país, mas negou que a legalização tenha como objetivo obter recursos para a saúde.

- O governo não vai fazer nenhuma orientação, nem a favor nem contra. Mas eu pessoalmente tenho dito que a legalização dos jogos vai criar um cenário capaz de coibir atividades criminosas conexas ao jogo clandestino. [...] Essa é uma hipótese [investir o dinheiro arrecadado com jogos em saúde pública]. Mas a legalização não é para arrumar dinheiro para a saúde.

A discussão está prevista para começar às 16h desta terça-feira, no plenário da Câmara. Caso o texto seja aprovado, o projeto ainda precisará ser discutido pelo Senado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 126 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal