Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/12/2010 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Lavagem de dinheiro é vital para o crime


Depois de pulverizadas as duas torres do World Trade Center e atacado o Pentágono, na manhã de 11 de setembro de 2001, os desarticulados órgãos de segurança interna e externa americanos começaram a juntar peças que conheciam do quebra-cabeças da maior operação terrorista da História.

CIA e FBI, sem se conversar, já sabiam de uma célula de árabes extremistas vindos da Alemanha que procuravam se adestrar numa escola de pilotagem da Flórida. Mas nunca trocaram informações e, por isso, não conseguiram descobrir o plano de ataque a tempo de tentar abortá-lo. Novas investigações foram feitas, e não demorou muito a se reconstituir os passos do grupo de Mohammed Atta, ele próprio um dos pilotos dos voos suicidas.

Entre o vasto material levantado chama a atenção a cena, obtida por uma câmera de vigilância, de alguns daqueles terroristas da al-Qaeda, em solo americano, placidamente sacando dinheiro num caixa eletrônico, como quaisquer cidadãos.

As autoridades americanas perceberam, então, que era preciso prestar atenção ao caminho percorrido dentro do sistema financeiro mundial pelo dinheiro do terror.

Foi ali que os Estados Unidos começaram a relaxar a posição contrária à troca de informações entre países sobre contas bancárias em paraísos fiscais, remessas suspeitas, e assim por diante. Foi por isso que se descobriram contas secretas de Paulo Maluf na Ilha de Jersey, no meio do Canal da Mancha, e na Suíça, cujo sistema bancário já foi um reduto inexpugnável para qualquer interessado em manter dinheiro a salvo da curiosidade dos governos de seus países de origem. Prova da preocupação americana com este fluxo financeiro - no caso, para o terror - são informes diplomáticos, vazados pelo WikiLeaks, sobre como a Arábia Saudita, importante aliado americano, financia o extremismo árabe, embora Osama bin Laden, ele próprio um saudita, e sua al-Qaeda já tenham tentado eliminar membros da família real. Informes de 2009 garantem que são da Arábia Saudita, do Qatar e do Kuwait - estes dois, outros aliados formais dos EUA na região - os mais importantes financiadores de grupos terroristas sunitas no mundo. A al-Qaeda o maior deles.

Atacar o terror ou o crime organizado, assim como a corrupção, pelo lado financeiro é imprescindível. O acerto desta tática é comprovado pela atual fase da repressão ao tráfico no Rio de Janeiro, em que o governo procura engavetar de vez as perigosas e nada eficientes entradas esporádicas em favelas, substituindo-as por ações planejadas, com a ocupação definitiva das áreas.

Tem sido feito também um trabalho de rastreamento do patrimônio de parentes de traficantes. O resultado, como seria de se prever, é positivo. São descobertos imóveis e outros bens de valor muito acima dos rendimentos formais de seus proprietários. Tratam-se, na verdade, de frutos do dinheiro lavado da droga.

A guerra contra o crime, o terror, a corrupção não pode prescindir da inteligência. E é parte deste trabalho de inteligência saber como flui o dinheiro sujo, seja ele de qualquer origem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 106 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal