Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/12/2010 - O Barriga Verde Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Advogado eleva para US$ 2,5 bi queixas contra o UBS no caso Madoff

Por: Danielle Chaves

Irving Picard alega haver mais de 26 casos de fraude financeira e má administração contra o banco.

ZURIQUE - O advogado Irving Picard, que está buscando indenizações para as vítimas do esquema de pirâmide multibilionário de Bernard Madoff, informou que pediu mais US$ 555 milhões do banco suíço UBS, o que eleva para US$ 2,5 bilhões as queixas totais contra o banco.

No processo aberto no tribunal de falências de Nova York, Picard alegou que existem mais 26 casos de fraude financeira e má administração contra o banco. A nova ação judicial soma-se à de US$ 2 bilhões que já havia sido anunciada em novembro contra o UBS.

Em um comunicado, Picard afirmou que o UBS e entidades relacionadas "capitalizaram sobre o esquema de pirâmide diante de claras indicações de fraude". Segundo Picard, o UBS ajudou a sustentar o grande esquema de Madoff e obteve benefícios financeiros extraordinários com isso.

O UBS nega. "As acusações são completamente infundadas e sem mérito", afirmou o banco em um comunicado. "O UBS não estava ciente de qualquer má conduta por parte de Madoff. Nós vamos tomar as medidas apropriadas para demonstrar que as acusações são falsas e infundadas", acrescentou.

Picard já abriu mais de 100 processos contra clientes de Madoff e está tentando recuperar recursos obtidos por bancos como HSBC Holdings e JPMorgan Chase - que também negaram as acusações. O advogado tem até o dia 11 de dezembro para abrir processos em busca de indenizações no caso Madoff.

Até agora, já foram recuperados cerca de US$ 2 bilhões para vítimas da fraude. No começo desta semana, Picard afirmou que chegou a um acordo de US$ 500 milhões com o banco suíço Union Bancaire Privée.

Madoff confessou em março de 2009 ter administrado um esquema de pirâmide multibilionário no qual investidores perderam cerca de US$ 65 bilhões e cumpre pena de 150 anos pelo crime. As informações são da Dow Jones.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 113 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal