Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/12/2010 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha dos mortos vivos: crimes do além

Esquema criminoso na região usa o nome de pessoas falecidas para, com documentos falsos, registrar firmas, fazer empréstimos e comprar carros 0 Km financiados; em S. José, morto comprou três veículos.

José Cláudio Rosa é proprietário de dois carros e uma moto, comprada no dia 10 de agosto deste ano. Até aí, nada de ilegal, certo? Errado. Um detalhe, digamos vital, transforma a aquisição dos três veículos em crime: José Cláudio, nascido em São José em 25 de fevereiro de 1972, está morto há 13 anos - mais exatamente desde o dia 6 de junho de 97.

Mas como um homem morto comprou três veículos, entre os anos de 2005 e 2010, todos eles financiados? Não, o além nada tem com essa história. Mesmo morto, José Carlos é vítima de um esquema criminoso montado por pessoas muito ‘vivas’, sempre de olho em um dinheiro ilegal. Ele é apenas uma vítima, em um universo amplo.
Trata-se da ‘indústria’ ilegal de documentos. São criminosos que ‘ressucitam’ pessoas, pelo menos formalmente, para poderem abrir firmas de fachada, fazerem empréstimos e financiamentos. Tudo em nome de que já se foi e não reclama.

Tem para todos os gostos e bolsos: RG, CPF, comprovantes de endereço e rendimento salarial . A informação foi obtida, junto a fontes policiais, pela reportagem do BOM DIA. Segundo as fontes, que pediram para ter a identidade preservada, há o envolvimento de policiais.
sob suspeita /As irregularidades foram alvo de denúncias à Corregedoria da Polícia Civil e do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo), da capital.

No caso de José Cláudio, a família, da zona sul de São José, descobriu que a identidade dele estava sendo usada por criminosos quando a Receita Federal comunicou uma dívida no valor de R$ 91.984,60 em nome do rapaz, adquirida em 2005.

“É um absurdo, ao invés das pessoas rezarem pelas pessoas que se foram, fazem esse tipo de coisa, tiram a paz da família", disse ao BOM DIA a dona de casa Terezinha dos Santos Rosa, 63 anos, mãe da vítima.

Sob suspeita

A última compra da vítima foi uma moto de modelo Honda CB 300 R, comprada om o nome de José Cláudio em Jacareí, onde a delegacia de trânsito é alvo de denúncias sobre corrupção.
Policiais informaram que o caso não é isolado. “Morto não reclama, tem bastante, até a financeira descobrir... vai reclamar onde? Só no cemitério.”

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 281 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal