Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/12/2010 - Band Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasileiros são os que mais consideram corrupção muito grave

Por: Roberto Saraiva


Uma pesquisa encomendada pela BBC apontou que 96% dos brasileiros consideram a corrupção um problema muito grave, maior percentual entre os 26 países pesquisados. Nesta quinta-feira é lembrado o Dia Internacional de Combate à Corrupção.

De acordo com o levantamento da consultoria Globescan, Egito, com 91%, Colômbia, 88%, Filipinas, 87% e Quênia, 86%, aparecem na sequência entre os países mais preocupados com a questão.

Na outra ponta da lista, Alemanha (44%), Nigéria (43%) e Japão (26%) são os países que menos veem a corrupção como um problema muito grave.

No Brasil, a corrupção é o segundo problema mais preocupante. A pobreza extrema foi mencionada por 97% das pessoas. Em terceiro, aparecem os direitos humanos, lembrados por 93%.

Entre os problemas menos importantes para os brasileiros estão o poder das multinacionais (54%), fundamentalismo religioso (52%) e migração internacional (41%).

Os temas mais preocupantes, na média mundial, foram a pobreza extrema, citada por 69% entrevistados em média, seguida por corrupção (68%) e migração transnacional (28%).

A pesquisa

O levantamento foi feito com 13 mil pessoas na Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Equador, Egito, Espanha, Estados Unidos, Filipinas, França, Gana, Grã-Bretanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Nigéria, Paquistão, Peru, Quênia, Rússia e Turquia.

No Brasil, foram entrevistadas 400 pessoas em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 114 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal