Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/07/2007 - Rondoniaovivo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Roraima - Clientes acusam agência de estelionato


O 1º DP já registrou 16 boletins de ocorrência contra a agente de viagens Vera Lúcia Oliveira, da empresa BVTUR Turismo, por prática de estelionato. O primeiro inquérito foi instaurado em maio e, segundo o delegado Silas Lopes, a polícia espera outras vítimas para encaminhar o caso à Justiça. “Mesmo sendo o mesmo crime [estelionato], ela vai responder em separado por cada um dos clientes que afirmaram ter sido lesados”. Como estelionato é um crime com pena de 1 a 5 anos, a agente poderá pegar mais de 30 anos de prisão, em caso de condenação.

As denúncias são diversas. Existem clientes que alegam que compraram passagens e não conseguiram voltar para Roraima. Outras denúncias são de que a agente teria usado a senha e o número do cartão de crédito para fazer compras diversas.

No total, segundo o delegado Silas, as vítimas teriam sido fraudadas em mais de R$ 40 mil. “Nós estamos aguardando outras vítimas para ajudar na investigação e fornecer documentos que possam colaborar com o inquérito”, disse.

Uma das denúncias feitas no DP mostra uma cliente que comprou pacote turístico no valor de R$ 6,8 mil. A cliente deu metade do valor em dinheiro como entrada e parcelou o restante em três vezes. No entanto, na fatura do cartão, somente o parcelamento de passagens aéreas chegava a mais de R$ 10 mil.

Outro cliente afirmou que comprou quatro passagens, mas na fatura do cartão constavam oito passagens de débito. Outro cliente teria levado um prejuízo de mais de R$ 16 mil. Outra queixa feita é de um cliente que comprou passagem ida e volta para Fortaleza, mas não conseguiu retornar a Boa Vista porque não tinha nenhum registro de passagens em seu nome na empresa aérea.

A Folha foi até o local onde consta o endereço da agência BVTUR, mas a agência não funciona mais no lugar. O telefone informado pela agente de viagens na polícia também não atendeu. Na polícia, segundo o delegado Silas Lopes, Vera preferiu não falar sobre o caso e reservou-se ao direito de só se manifestar em juízo.

Fonte: Folha de Boa Vista

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 638 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal