Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/12/2010 - Diário de Pernambuco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cartões de crédito são vulneráveis em hotéis

Por: Rosa Falcão

Bares e restaurantes também são alvos de crime cibernético, de acordo com dados de empresa de segurança.

Hotéis, bares e restaurantes são os principais alvos do crime cibernético. Estudo da empresa norte-americana de segurança de dados Trustwave revela que o setor de hotelaria é o segmento de negócios mais sujeito a sequestro de dados e práticas criminosas com cartões de pagamento. Foram testados os sistemas de informática de 218 empresas de 24 países, entre eles o Brasil. Os testes revelam que os hotéis têm nível de vulnerabilidade de 38% em relação às fraudes nas operações com dinheiro de plástico. Um dos fatores que contribuem para os golpes são as reservas por e-mail quando o cliente repassa os seus dados pessoais e o número do cartão de crédito.

Diretor da Trustwave para a América Latina Jarret Benavidez alerta que os crimes se ampliam na época de férias e no verão, quando aumenta a movimentação nos hotéis, restaurantes e bares. ´Com a temporada de férias que começa agora na América Latina, cresce esse tipo de crime na indústria do turismo. A pesquisa vai ajudar os consumidores e os estabelecimentos reforçarem as medidas de segurança dos sistemas`. Jarret diz que as fraudes mais comuns comprovadas durante os testes realizados nas empresas são: a clonagem dos cartões e o roubo dos dados pessoais nos terminais de pagamentos eletrônicos.

O estudo batizado de Global Security Report 2010 foi feito pelo laboratório de segurança da Trustwave, o SpiderLabs. Foram realizados testes de invasão nos sistemas de informática dos estabelecimentos a pedido das bandeiras de cartões de crédito e débito. De acordo com Jarret, pela ordem de grandeza, o maior índice de fraudes acontece em hotéis, serviços financeiros, restaurantes/bares e comércio varejista. Segundo ele, após concluir os testes e identificar que houve a violação dos dados, a Trustwave encaminha os resultados para as operadoras de cartões e às empresas para que sejam adotadas medidas preventivas e punidos os responsáveis.

Representantes dos setores de hotelaria, bares e restaurantes contestaram os dados da pesquisa. Núncio Natrielle, presidente da Abrasel-PE (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Pernambuco), diz que o número de clonagem de cartões é baixo nos estabelecimentos. ´Não temos observado a incidência desse tipo de crime. Hoje, a maioria dos cartões é com chip, o que reduz as tentativas de fraudes`.

José Otávio Meira Lins, presidente da ABIH-PE (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Pernambuco), desconhece esse tipo de crime na rede de hotelaria do estado. Ele argumenta que toda transação eletrônica no hotel está vinculada a uma fatura e todos que manuseiam o sistema são identificados e registrado o horário de acesso.

A Abecs (Associação Brasileira de Cartões de Crédito e Serviços) foi procurada para comentar o estudo, mas o porta-voz da área de segurança não estava disponível para entrevistas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 146 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal