Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/12/2010 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

HSBC é processado por relação com fraude de Madoff


Irving Picard, o advogado que está vasculhando o mundo atrás do dinheiro de investidores que tiveram prejuízos com o esquema criado por Bernard Madoff, processou o HSBC em US$ 9 bilhões, acusando o banco de ter permitido a maior fraude financeira da história.

Picard acusa o HSBC de ajudar a fraude de Madoff por meio de "criação, venda e apoio a uma rede de dezenas de fundos internacionais alimentadores baseados na Europa, Caribe e América Central", afirma um comunicado divulgado por Picard neste domingo (5).

O texto afirma que o processo aberto em Nova York identifica os fundos "alimentadores", companhias de gestão de ativos e fornecedores de serviços para esses fundos.

Um representante do HSBC não estava imediatamente disponível para comentar o assunto.

Entre diretores e gestores processados por Picard estão Sonja Kohn, Mario Benbassat e seus filhos, Genevalor, Albert e Stephane, Bank Medici e Unicredit, afirma o texto.

Madoff, 72, está cumprindo uma sentença de 150 anos de cadeia depois de admitir culpa no caso em março de 2009. O esquema de investimento fraudulento funcionou por décadas e movimentou até US$ 65 bilhões. A escala do escândalo abalou a confiança dos investidores nos órgãos reguladores do mercado financeiro.

Picard, indicado para recuperar o dinheiro perdido por investidores no esquema de Madoff, processou na quinta-feira passada o banco JP Morgan Chase em US$ 6,4 bilhões, acusando a instituição de ignorar sinais de alerta sobre a fraude maciça.

"Se o HSBC e os outros acusados tivessem agido corretamente em relação aos alertas e outros sinais óbvios de fraude, o esquema de pirâmide de Madoff teria entrado em colapso antes de fazer vítimas incontáveis e de fraudar negócios de bilhões de dólares", afirma Picard no texto.

Um investimento em pirâmide é um esquema em que investidores iniciais são pagos com o dinheiro de novos participantes.

Picard abriu centenas de processos na semana passada além das outras ações iniciadas ao longo do ano passado. O advogado tem que abrir esses processos para recuperar o dinheiro em até dois anos da prisão de Madoff, cujo colapso da empresa ocorreu em 11 de dezembro de 2008. Até agora, a equipe de Picard afirma que conseguiu recuperar US$ 1,5 bilhão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 146 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal