Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/12/2010 - iOnline Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Tráfico. Desmantelada rede de passaportes falsos para terroristas

Por: Joana Viana

Os dez suspeitos detidos em Barcelona e Banguecoque roubavam e falsificavam passaportes para redes terroristas.

As suspeitas de que a Europa estaria prestes a ser alvo de ataques terroristas, há dois meses, levaram as autoridades espanholas a identificar, esta semana, uma rede de contrafacção de passaportes falsos para venda a grupos terroristas.
A detenção de dez suspeitos, entre eles o alegado líder da rede, aconteceu quarta-feira, mas só ontem o Ministério do Interior espanhol anunciou ter detectado uma "importante operação de passaportes para a Al-Qaeda", numa investigação que "enfraqueceu o aparato internacional [da rede] de falsificação e portanto a sua capacidade de operar".
A informação foi avançada num comunicado, no qual o ministério garante que investigava o grupo há um ano e meio, mas outras informações foram surgindo por fonte anónima da tutela. A fonte fala em anonimato, por se tratar de uma investigação que ainda não está concluída, mas avança pormenores importantes do caso. A rede seria dirigida pelo paquistanês Muham-mad Athar Butt, 42 anos, a partir de Banguecoque, cidade onde foi capturado com mais dois paquistaneses e um tailandês. As restantes detenções - seis paquistaneses e um nigeriano - aconteceram em Barcelona, cidade onde a maioria dos passaportes europeus utilizados eram roubados a turistas, consoante as nacionalidades e idades exigidas por quem fazia as encomendas. Butt seria ainda responsável por células da operação em Londres e Bruxelas, ainda que não tenham sido encontrados, para já, suspeitos nessas capitais europeias.

Encomendas As ligações de Butt ao grupo terrorista paquistanês Lashkar-e-Taibas - responsável pelos atentados de Bombaim, em 2008, que fizeram 163 mortos - já estão provadas. Porém, há outras suspeitas em cima da mesa. Segundo a mesma fonte, a lista dos principais clientes da rede incluirá os Tigres Tamil, grupo separatista do Sri Lanka derrotado pelo governo do país o ano passado depois de décadas de guerra, e vários ramos da Al-Qaeda.
Durante a tarde de ontem, as autoridades tailandesas avançaram ainda a hipótese de ter sido esta rede a facilitar os atentados de Madrid em 2004. "Eles são suspeitos de fazer parte de um grupo criminoso transnacional envolvido em vários ataques terroristas em Espanha e noutros países europeus", disse a polícia de Banguecoque em comunicado sobre Butt, Zeeshan Ehsan Butt, sua mulher, e o local Sirikanlaya Kijbumrung.
Durante os raides com as autoridades espanholas foram confiscados passaportes, documentos de imigração, carimbos de borracha falsos, computadores, telemóveis, fotografias tipo-passe, cartas de condução britânicas e outro equipamento de contrafacção de documentos. Isto permitiu às autoridades tailandesas encontrar ainda ligações do grupo a tráfico de pessoas e de armas.
"Está na altura de a Tailândia prender e expulsar estes criminosos do país, porque não são bem-vindos aqui", sublinhou aos jornalistas Tritos Ronritthiwichai, da polícia especial tailandesa.
Os três suspeitos capturados em Banguecoque foram formalmente acusados de falsificação de documentos e passaportes, crime punido com até 20 anos de prisão no país. O destino dos outros sete suspeitos detidos nos arredores de Barcelona, que alberga uma larga comunidade de paquistaneses, ainda não é conhecido.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 119 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal