Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/12/2010 - Folha do ES Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

"Laranjas" depõem e envolvem assessores


Os donos das em­presas que serviam de “laranjas” ao secretário de Obras, Leandro Moreno, foram ouvidos pela Comis­são Especial de Inqué­rito das Tendas na tarde de ontem e confirmaram a sublocação da empre­sa do assessor do pre­feito Carlos Casteglione (PT) por um valor cinco vezes superior ao locado para a prefeitura de Ca­choeiro de Itapemirim-ES.

O outro fato estranho, que chamou atenção da CEI das Tendas, foi a li­gação do proprietário das tendas Wask Moraes Gomes com o gabinete do prefeito. Ele é irmão da secretária particular do prefeito Carlos Cas­teglione (PT), Débo­ra Moraes Gomes e, no mínimo, trata-se de uma relação administrativa incestuosa, obviamen­te, de conhecimento ple­no do Chefe do Executi­vo de Cachoeiro.

Por conta disso, o MP-ES pediu o afastamento do secretário de Obras, Leandro Moreno.

Os depoimentos foram tomados na tarde de ontem pela Comissão Especial

AMEAÇAS

O ex-empregado do secretário Leandro Moreno, Ricardo de Souza Velasco, deverá convoca­do para depor novamente, pois após a oitiva, confirmou que vem sofrendo ameaça de morte dos laranjas. A CEI vai ouvi-lo novamente e se for o caso pedir proteção de vida dele e de quem ser sentir coagido pelo esquema de fraudes em Cachoeiro.

Ainda nos depoimentos, o pro­prietário da Collisom Nova, Ro­bson Silveira Leonardo, teve a coragem de desafiar a lei da transparência publica, admitindo não ver ilegalidade na subloca­ção, ou seja, na triangulação do Secretário de Obras, sua empresa e da prefeitura. Ele desconhece que isso se chama fraude contra o erário em decorrência do secretá­rio do prefeito ser o proprietário de todos os equipamentos.

A comissão não tem como men­surar, ainda, por falta de infor­mações oficiais, o tamanho do rombo dos cofres públicos com o este esquema de direcionamento de licitações e improbidade ad­ministrativa por parte de funcio­nários da prefeitura, principal­mente, da comissão, que também serão chamados para depor.

A cada depoimento fica evidente que o prefeito Carlos Casteglione (PT) tem conhecimento de todos os fatos ilegais, por que seria im­possível desconhecer que o dono das tendas é irmão de sua secre­tária particular e que o trio elétri­co que ele sobe nos eventos é de propriedade de Leandro Moreno. Inclusive, o prefeito é o ordena­dor de despesas há dois anos do festival de tendas nos evento do município, com destaque para os carnavais e o mais escandalo­so no caso da III Bienal Rubem Braga quando se gastou mais de 1 milhão de reais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 323 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal