Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/11/2010 - Portal AZ Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude com taxas do IPVA deixam rombo no DETRAN de mais R$ 500 mil


Mais um escândalo em Parnaíba envolvendo fraudes é investigado pela polícia especializada em crimes contra ordem tributária. Desta vez o ‘rombo’ é no sistema do Ciretran – (Departamento de Trânsito), onde vários pagamentos de taxas do IPVA –(Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) foram forjadas, beneficiando dois funcionários do órgão público.

João Brandão e Mário Lúcio são os nomes apontados pela polícia, como principais acusados de fraudar o sistema. Os dois já teriam lucrado mais de R$ 500 mil e adquirido dois carros, modelo Buggys, para iniciar um ponto de aluguel de carros para turistas no Ceará.

Segundo as investigações, o esquema funcionava quando os dois funcionários davam baixa em boletos do IPVA pelo sistema da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) e ficavam posteriormente com o dinheiro referente ao pagamento do IPVA.

Ainda, os dois acusados teriam a senha de acesso ao sistema da Sefaz desde 2008, cujo posto funciona na sede do Ciretran. A suspeita d fraude surgiu quando a Sefaz realizou seu balanço financeiro comparando o que era dado baixo no sistema com o que era declarado pelo banco em extratos.

A polícia chegou a apurar que a dupla de fraudadores entrava no sistema da Sefaz sempre no turno da tarde para dar baixa em débitos de IPVA e durante a manhã quando estavam no horário de trabalho como funcionários do DETRAN, mantinha contato com os proprietários de veículos se prontificando de efetuar os pagamentos e depois entregarem o comprovante, que no caso era falso.

No sistema consta que as fraudes eram entre os horários de 15 ás 17 horas, e os golpistas informavam aos donos dos veículos que o pagamento tinha sido efetuado na rede pag contas.

Sindicância

Assim que a SEFAZ percebeu os desfalques averiguou junto aos funcionários as diferenças entre o que foi “pago” e o que foi arrecadado. No depoimento de um dos funcionários foi relatado que houve um dia em que a sala do setor foi arrombada, fato esse ter sido informado ao Detran e própria Sefaz. O servidor, cuja senha foi descoberta pelos golpistas disse que pediu uma sindicância para apurar os fatos.

A SEFAZ acionou a Delegacia Especializada de Crimes Contra a Ordem Tributária, DECCOTERC, que realizou várias investigações começando pelos proprietários de veículos, cujo IPVA’s constavam como pagos no sistema.

Sob a posse dos nomes dos fraudadores, a DECCOTERC intimou os dois a prestar depoimentos, mas eles declararam falar só em juízo.

A gerência da Secretaria da Fazenda em Parnaíba disse não pronunciar-se sobre assunto enquanto não concluírem as investigações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 162 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal