Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/11/2010 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Marchetti diz que é inocente e joga a culpa na SAD

Por: Bruno Garcia

Ex-secretário é acusado pelo MPE de ser mentor do esquema de superfaturamento de maquinário.

Acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de ser "mentor" do desvio de R$ 44 milhões na compra de 705 maquinários pelo Governo, o ex-secretário de Infraestrutura, Vilceu Marchetti, rebateu as acusações e jogou a responsabilidade para a Secretaria de Estado de Administração (SAD). Na época, a pasta era chefiada por Geraldo de Vitto.

Em entrevista por telefone ao jornalista Jonas Campos, da Rede Globo, Vilceu Marchetti se defendeu das acusações formuladas pelo MPE, que apontam que ele teria arquitetado um esquema para lesar os cofres públicos, ao solicitar as empresas que aumentassem os valores dos equipamentos e repassassem 10% para "pessoas do Governo", em dinheiro.

Marchetti tentou se esquivar de responsabilidades sobre a licitação dizendo que a Secretaria de Administração, comandada por Geraldo De Vitto, tinha "conhecimento de tudo o que foi feito".

"O Estado tem uma Central de Compras, que é a SAD. Tudo é comprado pela SAD. Eu não comprei nada. Eu só fiz o contrato e comprei quando a SAD me autorizou", declarou, tentando se eximir de culpa e jogando a "batata quente" para o ex-colega secretário.

"Eu fui às empresas e peguei os documentos por escrito, dizendo quanto é que custa máquina, caminhão... O preço de referência foi abaixo do preço de mercado. Não me considero culpado, em hipótese nenhuma", disse Marchetti. Na prática, ele contestou relatórios do MPE, que afirmam que os valores estavam acima do mercado.

"O mentor"

O ex-secretário colocou seu sigilo fiscal à disposição da Justiça, afirmando que não não cometeu nenhuma irregularidade e nem participou do esquema de superfaturamento.

"Meu sigilo fiscal está aberto. Da minha família, do meu filho, da minha mulher e de quem quer que seja. Eu não tenho culpa nenhuma", finalizou.

Em suas ações civis públicas contra o esquema, o promotor Mauro Zaque classifica Marcheti como "o mentor de todo esse esquema vergonhoso de aquisição pelo Estado de maquinários superfaturados".

Segundo Zaque, o ex-secretário de Infra-Estrutura "ordenou suas ações no sentido de arquitetar a fraude, de promover todos os atos necessários à sua consecução e, ainda, envidar os esforços cabíveis para encobri-la".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 138 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal