Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/11/2010 - Expresso MT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Propina de R$ 5 mil era pedida por fiscais da Sema presos em Nova Mutum

Três folhas de cheques no valor de R$ 8.500 mil foram encontradas com os fiscais no momento do flagrante.

O delegado da Polícia Judiciária Civil de Nova Mutum, Daniel Valente, concedeu agora a pouco, uma coletiva de imprensa para explicar o caso de Marcos Antônio Cardoso e Valdivino Gerônimo, fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), presos em flagrante ontem, acusados de cobrar propina de proprietários de aviários da região, em Nova Mutum.

De acordo com o delegado, em depoimento, as vítimas informaram que os fiscais estariam realizando inspeções em granjas da região desde a última sexta-feira (19). No momento de lavrar o auto de liberação dos locais, expedido pelo órgão, o valor de R$ 5 mil era cobrado por eles. "Recebemos a denúncia de alguns proprietários, que nos relataram que os fiscais marcariam encontro com outros donos de granja para negociar valores e que retornariam ao município para receber o valor até o próximo dia 5 de dezembro", informou Valente.

No total, 6 granjas foram inspecionadas.

Equipes das Polícias Militar e Civil acompanharam um dos proprietários no local marcado para as negociações e entrega do dinheiro, nas proximidades da MT-010 e foram presos em flagrante, no momento da ação.

Com eles, foram localizadas 3 folhas de cheques, com valor total de R$ 8.500, dinheiro pago para liberação dos laudos.

Segundo o delegado, os acusados não quiseram se pronunciar, resguardando o direito de falar somente em juízo e permanecem presos na Cadeia Pública Municipal. Eles responderão pelo crime de corrupção passiva, que prevê de 2 a 12 anos de reclusão. "A partir de agora, o processo correrá e vamos oferecer a denúncia ao Ministério Público. Entraremos em contato também com a Sema para que a instituição tome as medidas administrativas cabíveis quantos aos funcionários", conclui.

A reportagem do site ExpressoMT esteve em contato com a Sema, na sede do órgão, em Cuiabá, mas ninguém quis se pronunciar sobre o caso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 156 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal