Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/11/2010 - Correio do Minho Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

EUA: Pirata informático malaio acusado de atacar sistemas do Ministério da Defesa e do banco central


O cidadão malaio Lin Mun Poo foi hoje acusado de violações dos sistemas informáticos do Ministério da Defesa dos Estados Unidos e da Reserva Federal, informou hoje a Procuradoria do Distrito Leste de Nova Iorque.

Lin Mun Poo, residente da Malásia, foi detido a 21 de outubro no aeroporto nova-iorquino John F. Kennedy, onde os serviços secretos lhe apreenderam um computador portátil muito codificado.

Segundo a Procuradoria nova-iorquina, o computador continha “uma quantidade maciça de informação financeira e pessoal”, cuja venda proporcionava receitas ao acusado.

Entre a informação que estava no computador encontravam-se dados de uma empresa contratada pelo Ministério da Defesa norte-americano, que gere informação relacionada com operações militares, “comprometendo potencialmente a informação militar altamente confidencial”, explica a Procuradoria, em comunicado.

“Os criminosos cibernéticos continuam a utilizar a sofisticação e as capacidades dos hackers [piratas] para atacar a nossa defesa nacional e o sistema financeiro”, afirm ou a procuradora Loretta Lynch.

O governo considera, em carta enviada para a Procuradoria, que seria um “sério perigo” se o acusado saísse do país e admite que este possa também ter roubado informação financeira da rede informática do Banco da Reserva Federal de Cleveland.

Lin Mun Poo, que desde o dia da sua prisão permanece sob custódia, é acusado de roubo de identidade, fraude e violação de computadores, designadamente acesso não autorizado e transmissão fraudulenta de dados.

Entre a informação encontrada no computador do acusado estavam dados relativos a mais de 400 mil cartões de crédito e débito, bem como informação da FedComp, um processador de informação de sindicatos norte-americanos.

Entre as vítimas do pirata informático contam-se também a Associação de Bombeiros do estado de Nova Iorque e o Sindicato dos Professores do condado Mercer de Nova Iorque, entre outros.

Se as acusações forem provadas, Lin Mun Poo pode ser condenado até 10 anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 157 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal