Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/11/2010 - Diário de Natal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeita de fraude em concurso do IFRN

Por: Francisco Francerle

Dos dez primeiros colocados na seleção estadual, cinco são da cidade de Apodi. PF investiga o caso.

O concurso público para o cargo de assistente de alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) para todos os campi do estado, realizado no dia 20 de junho aprovando 36 candidatos, está sob investigação da Polícia Federal, devido a suspeita de fraude. O inquérito foi aberto pela PF após o IFRN ter realizado sindicância interna para apurar as denúncias anônimas. Na sindicância, a comissão da escola não detectou irregularidades, mas reconheceu haver substancialidade dos indícios, devido à coincidência da aproximação de candidatos aprovados e remeteu o processo para investigação do MP e PF. Cinco dos dez primeiros colocados são da cidade de Apodi, a 328km de Natal, no Oeste, que tem 35 mil habitantes. Alguns são de uma mesma família. Também foi averiguado que três candidatos marcaram gabaritos de forma igual, e os outros dois tinham gabaritos parecidos.

Mas o processo ainda promete demorar algum tempo para sair oresultado, pois o inquérito está sob a presidência da delegada Adriana Araújo, que está de férias e retorna em meados de dezembro. O problema, segundo o reitor do IFRN, é que ele tem até o final do ano para nomear os candidatos aprovados ou lançar um novo edital, caso seja comprovada a fraude e o concurso seja anulado.

Segundo o reitor Belchior de Oliveira, a denúncia anônima chegou ao IFRN através de e-mail, alertando tanto a instituição quanto o Ministério Público Federal. "O denunciante não falava de vazamento, apenas estranhava que cinco dos candidatos que ficaram entre os dez primeiros lugares do concurso tenham sido do município de Apodi, e alguns de uma mesma família. Além disso, três candidatos tiveram o mesmo gabarito, e os outros dois, gabaritos parecidos".

Segundo informações do presidente da comissão organizadora, professor Eduardo Bráulio, após a denúncia, a comissão iniciou uma verificação no sistema para analisar se as informações tinham elementos verídicos. Depois de constatadas algumas coincidências, o processo interno foi aberto.

De acordo com o reitor, enquanto as informações não forem apuradas, as nomeações não sairão e se alguém teve acesso às provas será punido. O concurso foi realizado no dia 20 de junho. O próprio IFRN foi quem elaborou as provas e realizou o exame. Em torno de nove mil candidatos se inscreveram e seis mil compareceram.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 166 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal