Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/11/2010 - ES Hoje Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Irmãos são acusados de roubar mais de 40 clientes

Por: Dayana Souza

Comerciantes de varandas de vidro, se entregam a polícia depois de denúncias de fraude.

Na manhã desta terça-feira (16), os irmãos e sócios Edwards e Eduardo de Oliveira, donos do comércio de varanda de vidros, Word Glass, se apresentaram na Delegacia especializada em combate a crimes contra o Consumidor (Decon). Eles são acusados de fraude por oferecerem o serviço e não cumprirem.

"Eles começaram a ter problemas no comércio em meados de 2009, quando fizeram uma compra muito grande de produtos e não tinham como pagar. Foi aí que começamos a investigar, pois mesmo sem dinheiro, eles continuaram a receber pedidos de trabalho. Eles iam até a casa das pessoas, faziam a medição, diziam que voltariam no outro dia, mas não voltavam", informou o delegado Darcy Arruda.

Na semana passada a polícia foi atrás dos comerciantes e não conseguiu localizá-los. Quando souberam da busca, aconselhados pelo advogado Kamylo Costa Loureiro, a dupla compareceu a delegacia para prestar depoimento.

"Os irmãos estão em prisão temporária de cinco dias e após, irão a julgamento. Este crime se encaixa no código penal 171. Eles ofereciam um serviço, deixaram as pessoas esperando. Recebemos cerca de 40 ligações denunciando os irmãos", disse Arruda.

Segundo a defesa dos os irmãos Oliveira, Kamylo Loureiro, os dois não tinham a intenção de roubar os clientes e apenas estavam passando por uma crise que gerou atrasos nos serviços. "Eles estavam sendo ameaçados de morte, mas não querem rouba ninguém. Teve gente que já teve o serviço prestado e outros tiveram o dinheiro de volta".

Segundo o Delegado Darcy Arruda, Edwards e Eduardo, até as investigações do mês passado, já haviam arrecadado R$ 67 mil com os serviços não prestados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 256 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal