Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/11/2010 - Valor Econômico Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Caixa não responderá por problemas no Panamericano, diz Meirelles

Por: Azelma Rodrigues


BRASÍLIA – A Caixa Econômica Federal não deverá ser responsável solidária pelas fraudes apuradas no banco Panamericano, disse há pouco o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles. “Foi um final feliz”, resumiu ele.

Meirelles disse que o banco controlado pelo Grupo Silvio Santos tinha R$ 2,1 bilhões em prejuízo e R$ 400 milhões na administração de cartão de crédito. E reiterou que a solução encontrada, com a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito em R$ 2,5 bilhões ao Panamericano, “não deixou prejuízos para acionistas e depositantes”.

Em audiência no Congresso, Meirelles não respondeu, de forma direta, por que o BC não alertou a Caixa sobre o banco de Silvio Santos antes que o banco estatal se tornasse acionista, com 49% do controle.

“A Caixa fez diversas avaliações, contratou auditorias para avaliar o banco, e concluiu que era uma boa oportunidade para seus negócios, que começam a partir desta semana”, respondeu ele, a perguntas de parlamentares na Comissão Mista de Orçamento.

Ele disse que a participação da Caixa no Panamericano começou ontem, quando o BC aprovou a indicação de cinco diretores do banco público no Panamericano. Por terem entrado somente após o BC detectar os problemas, “os diretores da Caixa não serão solidários” quando forem apontados os responsáveis.

O presidente do BC repetiu que a autoridade monetária somente identificou a duplicidade de contagem de carteiras de crédito cedidas, no balanço do Panamericano, em 8 de setembro. Ele disse, reiteradas vezes, que o BC acelerou o processo, que poderia demorar até 1 ano e oito meses até uma solução, conforme permite a legislação.

“Importante é que o problema foi detectado e não houve prejuízos. E que o controlador assumiu compromisso com a Caixa de que o patrimônio era aquele, e está cumprindo esse acordo, porque o patrimônio foi restabelecido” com a operação do FGC, disse Meirelles.

Ele disse ainda que a autoridade monetária “continua examinando o sistema financeiro, olhando os índices e inconsistências”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 107 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal