Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/11/2010 - Mais Comunidade Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia descobre falcatrua na ocupação de barracas

Ação da quadrilha envolvia venda ilegal de bancas, distribuição de propina para contemplar comerciantes e até arrombamentos no Shopping Popular.

Cinco pessoas foram presas, na manhã de hoje, acusadas de integrar uma quadrilha que vendia ilegalmente boxes no Shopping Popular de Brasília, ao lado da Rodoferroviária. Entre os presos, estão o presidente da Associação do Shopping Popular de Brasília, Caio Alves Donato, e uma funcionária do GDF, Elisabete Guilherme Raimundo, apontada como a pessoa com acesso às documentações e listas de pessoas contempladas nos boxes, além de facilitar os processos e encaminhá-los para publicação. A falcatrua começou desde 2008 quando o Shopping Popular inaugurado para atender a ambulantes que trabalhavam na área central de Brasília
Além das prisões foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, bem como busca e apreensão na sede da Associação do Shopping Popular de Brasília (localizada no referido shopping). Os demais presos são Marialva Rocha da Silva, Francisco das Chagas (Chaguinha) e Edmárcia de Albuquerque Cardoso.

Delegados da Operação Fafnir II, Aluízio Carvalho, Adval Cardoso e Flamarion VidalSegundo o diretor-geral-adjunto da Polícia Civil, Adval Cardoso, a investigação da quadrilha começou depois de diversas ocorrências registradas na 3ª DP (Cruzeiro) de supostas vítimas. O delegado disse, ainda, que durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão nas residências dos acusados foram encontrados documentos que comprovam a cobrança de propina nos valores de R$ 6 mil a R$ 80 mil aos feirantes e até duas armas de fogo, o que leva a crer que havia ameaças de morte, como denúncias que chegaram à delegacia.

Os acusados deverão responder ao menos por quatro crimes de corrupção passiva, advocacia administrativa e formação de quadrilha. A Operação Fafnir II (batizada em referência ao Dragão Nórdico da Cobiça) é feita pela Divisão de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública, com apoio da 3ª DP (Cruzeiro) e Divisão de Operações Especiais.

Operação começou há quatro meses na 3ª DP

A operação Fafnir II contou com 54 policiais civis, seis delegados, três escrivães e 45 agentes, que iniciaram as prisões e buscas às 6h de hoje. As fraudes consistiam na distribuição dos boxes, cobrando propina para contemplar comerciantes que não preenchiam os requisitos para receberem ilegalmente e permissão de uso das barracas. A quadrilha chegou a retomar ilegalmente os boxes. Devido ao baixo movimento na feira, havia revenda das bancas e até mesmo ameaça de morte dos feirantes que denunciassem o esquema à polícia.

Segundo o delegado Adval Cardoso, a operação traz provas que levarão ao indiciamento dos acusados, e, a partir dessas provas, o Governo do Distrito Federal poderá agir de modo a reavaliar os processos de regularização das barracas, que estão em poder dos feirantes por meio de concessão de uso. A polícia sabe que a quadrilha estava vendendo bancas utilizando-se de ameaças.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 774 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal