Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/11/2010 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Programa rouba dados em redes Wi-Fi

Por: Alexandre Orrico


Se você costuma navegar na internet em lugares que oferecem redes Wi-Fi abertas, fique alerta.

Suas informações pessoais, como endereços de e-mail e perfis do Facebook e Twitter, podem ser sequestradas por qualquer pessoa que estiver conectada à mesma rede que você.

A façanha é possível por meio da instalação de um programinha chamado Fire- sheep, extensão para o navegador Firefox, da Mozilla, que dispensa qualquer conhecimento, mesmo básico, de programação.

O aplicativo foi apresentado pelos desenvolvedores Eric Butler e Ian Gallagher na conferência Toorcon, que ocorreu em San Diego, Califórnia, de 20 a 22 de outubro.

Basta deixar o complemento ligado e o computador, conectado a alguma rede de internet pública, faz uma busca por informações de outros usuários.

Assim que alguém usar a mesma conexão para se logar em alguma rede social ou outro serviço, o Firesheep captura a sessão aberta. Quem estiver usando o Firesheep pode então ler mensagens privadas, tuitar e manusear e-mails de terceiros.

O processo é chamado de sequestro de conta, ou account hijacking, em inglês.

No post em que apresenta o programa, Eric Butler diz que "os sites têm a obrigação de proteger as pessoas que dependem de seus serviços. É tempo de exigir uma web segura".

CRIME

O Firesheep é uma ferramenta muito simples de ser usada, mas é preciso bastante atenção se você pensa em testá-la. Em geral, interceptação de comunicação - digital ou não - é um território perigoso e a invasão de contas de serviços on-line pode ser considerada crime.

"O usuário do Firesheep pode ser acusado de falsidade ideológica", diz Leandro Bissuli, especialista em direito digital do escritório PPP advogados.

"Ele também pode ser obrigado a pagar danos que possa vir a causar com o acesso ilegal", completa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 151 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal