Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/11/2010 - Paraná Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ação da PF combate desvio de produtos químicos


A Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Federal (PF) de Curitiba, em parceria com o Setor de Investigação de Desvio de Produtos Químicos (SINPQ), da Coordenação Geral de Polícia de Repressão a Entorpecentes (CGPRE), de Brasília, cumpriu ontem seis mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão em Curitiba, Ponta Grossa, nos Campos Gerais, e Joinville, em Santa Catarina.

As prisões fazem parte da Operação Alquimista, que tem como objetivo a prisão de pessoas que atuavam no desvio de produtos químicos controlados, tais como cafeína, lidocaína, procaína e benzocaína. Esses componentes eram utilizados pelos envolvidos para engrossar o pó da cocaína, uma vez que eles provocam os mesmos efeitos da droga.

A quantidade de produtos químicos movimentada pela quadrilha custa por volta de R$ 5,5 milhões no mercado negro. Já sobre o comércio de drogas, a PF informou que o preço médio do quilograma de cloridrato de cocaína, o pó, custa R$ 20 mil.

Tendo os dois valores como base, a venda dessa quantidade de cocaína rendeu aos traficantes aproximadamente R$ 200 milhões. Os envolvidos serão indiciados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

A suspeita é que o desvio da quadrilha tenha ultrapassado seis toneladas de produtos químicos, que renderiam cerca de dez toneladas de cocaína pronta para a venda e para o consumo.

As investigações que culminaram nas prisões dos envolvidos começaram em março passado. Segundo a PF, esses produtos são usados licitamente em indústrias químicas e laboratórios farmacêuticos.

Porém, por possuírem propriedades anestésicas e estimulantes semelhantes aos efeitos provocados pela cocaína, são habitualmente utilizados para mistura na cocaína, no chamado batismo da droga, com a finalidade de aumentar seu volume e, consequentemente, os lucros.

Pela sua composição, o desvio desses componentes para fins ilícitos é equiparado ao tráfico de entorpecentes, inclusive com as mesmas penas, conforme prevê a Lei 11.343/2006.

Conjunto

A operação Alquimista é mais uma etapa de um conjunto de investigações que ocorreu, além do Paraná e Santa Catarina, nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro nos últimos três anos.

Todas essas ações possibilitaram a prisão de 25 pessoas, o cumprimento de 46 mandados de busca, com a apreensão de 3,5 toneladas de produtos químicos desviados, 50 veículos, dois barcos, três imóveis, cerca de R$ 700 mil em espécie, centenas de documentos falsos e armas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 157 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal