Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/10/2010 - Correio de Uberlândia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PC alerta para a incidência do golpe da recompensa

Por: Gislene Tiago

Golpistas estariam atuando próximos a agências bancárias.

A Polícia Civil (PC) alertou hoje (28) para o aumento de casos em que pessoas foram vítimas do “golpe da recompensa” em Uberlândia. As investigações apontam que os golpistas agora estão atuando próximos a agências bancárias. Ainda não há estimativa do número total de vítimas ou do montante subtraído com o golpe. As investigações ainda estão em andamento na tentativa de identificar e prender os suspeitos.

As potenciais vítimas são escolhidas aleatoriamente quando ainda estão dentro do banco acessando caixas eletrônicos. A abordagem ocorreria do lado de fora quando um dos golpistas deixa cair algo próximo da vítima. Na devolução, outro integrante do bando se aproxima simulando também ter visto o objeto cair e também ter a intenção de devolvê-lo. Os autores começam uma encenação até conseguirem fazer com que a vítima deixe os pertences pessoais com o comparsa e vá receber uma recompensa.

“Parece inacreditável, mas muita gente cai nesse golpe”, disse a delegada Gabriela Garcia Damasceno, da 86a Área Integrada de Segurança Pública (86a Aisp), que conduz as investigações da modalidade criminosa qualificada como furto mediante fraude.

Segundo Gabriela Damasceno não é possível descrever um perfil das vítimas. Entre as queixas registradas existem pessoas idosas, pouco ou mais esclarecidas, jovens e adultos empreendedores ou estudantes, e até professores universitários. Só nos bairros Nossa Senhora Aparecida e Brasil, na região central da cidade, ocorrem diariamente entre dois e três crimes semelhantes. E os valores furtados vão de R$ 100 a R$ 1000 em cada golpe aplicado.

Ainda de acordo com a delegada, há quem caia no golpe impulsionado pelo desejo de obter vantagem pessoal ou por pura inocência. Mas, os casos transformados em boletins de ocorrência são quase nulos perto do número real de golpes praticados. Isso por que as vítimas têm vergonha de procurar a polícia para registrar o crime. “Mas precisamos desse registro para o reconhecimento e captura dos suspeitos”, afirmou a delegada.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 168 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal